aviação

Aeroporto de Lisboa recebeu mais de 22 milhões de passageiros até setembro

Aeroporto de Lisboa

De janeiro a setembro, o Aeroporto em Lisboa recebeu 22,2 milhões de passageiros, um crescimento de 10% face aos nove primeiros meses de 2017.

O número de passageiros que passam pelo Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, continua a crescer. Nos primeiros nove meses deste ano passaram por esta infraestrutura mais de 22,2 milhões de passageiros, de acordo com os dados da Vinci, que detém a ANA, gestora dos aeroportos nacionais. Isto representa um crescimento de 10,3% no número de passageiros face ao mesmo período de 2017. Só no terceiro trimestre deste ano, passaram pelo aeroporto da capital mais de 8,5 milhões de passageiros, mais 6,5% que de julho a setembro do ano passado.

Não é totalmente surpreendente que o número de passageiros tenha aumentado no trimestre de verão. Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), revelados em setembro, indicavam que o Aeroporto Humberto Delgado tinha recebido mais de seis milhões de passageiros nos primeiros três meses deste ano e mais de sete milhões de passageiros de abril a junho. No total, e de acordo com os dados do gabinete de estatística, tinham passado pelo aeroporto de Lisboa mais de 13,7 milhões de pessoas, um valor superior ao verificado na primeira metade do ano passado.

Mas não foi apenas neste aeroporto que houve um crescimento no número de passageiros. Pelo Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, passaram mais de nove milhões de pessoas nos primeiros nove meses deste ano, mais 10,6% que no mesmo período de 2017. Só de julho a setembro, passaram mais de 3,5 milhões de pessoas, o que representa igualmente um aumento (9,1%) face ao mesmo período do ano anterior.

Nos aeroportos dos Açores verificou-se também um aumento do número de passageiros: foram 1,8 milhões nos primeiros nove meses deste ano (mais 2,6% que em 2017) e mais de 840 mil no terceiro trimestre (um crescimento de 3,85).

Por outro lado, os aeroportos de Faro e da Madeira viram o número de passageiros decrescer tanto no trimestre como nos primeiros nove meses deste ano. Assim, pelo aeroporto algarvio passaram quase 3,4 milhões de pessoas de julho a setembro, menos 3,6% que nos mesmo período do ano passado. E 7,1 milhões de passageiros nos nove primeiros meses deste ano, menos 2,3%. O aeroporto da região autónoma recebeu 987 mil pessoas no terceiro trimestre (-2,6%) e 2,5 milhões de janeiro a setembro (-1,9%).

Ainda assim, a Vinci não tem dúvidas em afirmar que: “os 10 aeroportos portugueses registaram a melhor temporada de verão de sempre, com 17,3 milhões de passageiros movimentados entre julho e setembro, ou seja, um aumento de + 4,2% em relação a 2017. Nos primeiros nove meses do ano, 42,9 milhões de passageiros utilizaram as instalações portuguesas da Vinci Airports, representando um crescimento de tráfego de + 7,0%. Portugal ultrapassou a marca dos 42 milhões de passageiros neste período”.

Não é uma surpresa total que tenham passado menos passageiros quer pelo aeroporto da Madeira quer pelo Aeroporto de Faro. Os vários atores do setor do turismo têm vindo a alertar, e a mostrar-se preocupados, com a quebra do número de turistas vindos do Reino Unido – principal mercado emissor para Portugal –, que escolhem muitas vezes o Algarve e a Madeira para passarem férias.

Os dados do INE, relativos à atividade turística, são apenas até julho. Mas, para se ter uma ideia, nos primeiros sete meses, do Reino Unido chegaram à hotelaria em Portugal quase um milhão e 62 mil hóspedes. Um número que ajuda a perceber a dimensão que este mercado representa, apesar de, nos primeiros sete meses do ano terem ficado nos hotéis menos quase 81 mil britânicos, sendo que houve menos 475 mil dormidas desta nacionalidade nos primeiros sete meses de 2018 que em igual período do ano passado. Espanha, Alemanha e França continuam a ser mercados igualmente fortes para Portugal. Houve também um decréscimo do número de hóspedes que chegaram às instalações hoteleiras nacionais, embora mas muito menos expressivo que no caso britânico.

Em comunicado, a Vinci sublinha todavia que: “com a popularidade do país como destino de verão para turistas europeus (principalmente espanhóis, franceses e alemães), as companhias aéreas de baixo custo tiveram uma muito boa temporada. A companhia aérea nacional TAP também apresentou um bom desempenho. O aeroporto de Lisboa movimentou mais 2 milhões de passageiros (+ 10,3%) desde o início do ano, em comparação com o mesmo período de 2017”.

(Notícia atualizada pela última vez às 11:52)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
psp

Governo prevê poupar 3 milhões com fardas de militares e polícias

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: Maria João Gala / Global Imagens

Gastos com gabinetes sobem quase 2%

Pequim gostaria de trabalhar com Washington

Portugal e China discutem comércio e investimento em Pequim

Outros conteúdos GMG
Aeroporto de Lisboa recebeu mais de 22 milhões de passageiros até setembro