Águas de Portugal poupa 3,7 milhões com aquisição centralizada de energia

A Águas de Portugal (AdP) vai poupar 3,7 milhões de euros com a aquisição centralizada de energia em contratos assinados com a Endesa e a Iberdrola.

A Águas de Portugal (AdP) anunciou hoje que vai poupar 3,7 milhões de euros com a aquisição centralizada de energia no âmbito de dois contratos assinados com a Endesa e a Iberdrola.

Em comunicado, a AdP adiantou que formalizou hoje, na sede em Lisboa, "um contrato de aquisição centralizada de energia em Alta Tensão (AT) com a Iberdrola por um período de oito meses, abrangendo nove grandes infraestruturas".

Além disso, para o mesmo período, a AdP "contratou o fornecimento em Média Tensão (MT) e em Baixa Tensão Especial (BTE) à Endesa, alcançando com o conjunto dos dois contratos uma poupança de 3,7 milhões de euros na fatura energética global, no período contratado".

"Estamos muito satisfeitos com os resultados alcançados. A negociação centralizada permite tirar melhor partido das condições de mercado. A capacidade das nossas equipas otimizarem a operação das infraestruturas de acordo com os custos horários tem sido fundamental", destacou João Nuno Mendes, presidente do Grupo AdP, citado no comunicado.

O Grupo AdP é responsável por cerca de 1,4% do consumo nacional de energia elétrica, correspondendo dois terços às atividades de abastecimento e transporte de água.

A empresa está a desenvolver um plano de eficiência e produção de energia que vai arrancar nos primeiros três meses do próximo ano.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de