Resultados

Águas de Portugal regista aumento do volume de negócios em 2016

João Nuno Mendes, presidente da Águas de Portugal. (Fotografia: Vera Pinho/Global Imagens)
João Nuno Mendes, presidente da Águas de Portugal. (Fotografia: Vera Pinho/Global Imagens)

O grupo registou ainda uma quebra no resultado líquido consolidado, de 166 milhões de euros em 2015 para 70,8 milhões de euros em 2016.

A assembleia geral de acionistas da Águas de Portugal esteve hoje reunida e aprovou o relatório e contas de 2016, informou o grupo em comunicado. O exercício ficou marcado por um aumento de 5% do volume de negócios, que ultrapassou os 600 milhões de euros, e por uma recuperação da dívida dos clientes, que diminuiu 13%.

O grupo Águas de Portugal registou, contudo, uma quebra no resultado líquido consolidado, de 166 milhões de euros em 2015 para 70,8 milhões de euros em 2016. A redução justifica-se sobretudo pela “alienação do negócio dos resíduos” em 2015 e pela necessidade de constituir, no último ano “provisões para riscos de atividade”, pode ler-se em comunicado.

No desempenho económico e financeiro do grupo destacam-se ainda a redução do endividamento líquido em 100 milhões de euros, para mais de dois mil milhões de euros e um aumento de 7% do cash flow operacional, para 306 milhões de euros. O défice tarifário caiu para cerca de metade em 2016, situando-se nos 36,2 milhões de euros.

“Em 2016 foram dados passos decisivos para desenvolver e estabilizar a organização regional e empresarial do grupo Águas de Portugal e em simultâneo foram alcançados resultados significativos. A redução do endividamento financeiro em 100 milhões de euros e o aumento do cash flow operacional consolidam a nossa sustentabilidade económica e financeira”, referiu João Nuno Mendes, presidente do grupo, a propósito da apresentação dos resultados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Águas de Portugal regista aumento do volume de negócios em 2016