Hotelaria

AHP quer taxa turística a promover turismo. Porto vai comprar imóveis

Rua de Santa Catarina, na cidade do Porto.
Fotografia: Igor Martins / Global Imagens
Rua de Santa Catarina, na cidade do Porto. Fotografia: Igor Martins / Global Imagens

Associação da Hotelaria não aceita que a taxa cobrada aos turistas esteja a ser utilizada num âmbito que em nada beneficia a promoção do destino

A Câmara Municipal do Porto aprovou a proposta para criação de uma taxa turística na cidade. A receita obtida servirá para comprar património e, posteriormente, arrendar casas a munícipes. A Associação da Hotelaria bate o pé contra esta utilização e lembra que a taxa paga pelos turistas não pode reverter para um fim que em nada beneficia o turismo.

“Não podemos estar de acordo com taxas turísticas que se destinem a investimentos que nada tenham a ver com o setor e que no fundo impõem à hotelaria o financiamento de compra de património como instrumento de intervenção no mercado imobiliário”, refere Raul Martins, presidente da AHP.

A Associação apela, por isso, ao diálogo entre a Câmara do Porto e as associações de hotelaria para que a taxa possa beneficiar o desenvolvimento e a promoção do destino junto dos turistas.

“Se se impõe aos hotéis e demais alojamento que cobrem taxas aos turistas por conta da Câmara, no mínimo as verbas devem ser aplicadas no desenvolvimento e promoção turística dos destinos, contribuindo assim para a melhoria dos espaços frequentados pelos turistas, o que também beneficia diretamente os habitantes, e os privados devem participar nas propostas de aplicação dessas verbas em projetos e iniciativas efetivamente dedicadas a esse fim. E a Cidade do Porto, cuja excelência como destino urbano de referência é unanimemente reconhecida, merece bem este esforço”, refere Martins.

A AHP já se pronunciou no âmbito da consulta pública do procedimento administrativo de elaboração do regulamento mas mostra-se agora disponível para encontrar novas soluções para a aplicação deste tributo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Tiago Melo

Crédito chega às famílias mas nunca foi tão baixo para as empresas

Francisco de Lacerda, CEO dos CTT

Especuladores têm aposta de 35 milhões na queda das ações dos CTT

Foto: DR

Luta pelos cargos de topo do BCE aquece. Espanha favorita no primeiro round

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
AHP quer taxa turística a promover turismo. Porto vai comprar imóveis