Turismo

Airbnb anuncia que quer entrar em bolsa em 2020

airbnb-2384737_640

Entre abril e junho de 2019, a Airbnb registou mais de 1.000 milhões de dólares em receitas.

A plataforma online de reserva de quartos e casas, Airbnb, anunciou esta quinta-feira em comunicado a intenção de entrar em bolsa já no próximo ano, em 2020, sem no entanto avançar mais pormenores sobre o processo.

Além disso, a empresa publicou também vários dados sobre a evolução do negócio a nível global. A começar pelo número de anúncios disponíveis: são já mais de 7 milhões, em mais de 100.000 cidades de todo o mundo, garante a Airbnb, que aluga desde quartos a casas, hotéis boutique hotels, castelos e casas em árvores.

Em 2019, quase 1000 cidades de todo o mundo tinham já mais de 1000 imóveis Airbnb para alugar, enquanto em 2011 eram apenas 12 as cidades que chegavam a este marco. A cada segundo, aproximadamente seis hóspedes fazem check in num imóvel listado na plataforma global da Airbnb, garante a empresa.

“A comunidade de anfitriões e hóspedes da Airbnb gerou mais de 100.000 milhões de dólares em impacto económico direto estimado em 30 países, só em 2018”, informou a Airbnb no mesmo comunicado. Do lado dos anfitriões, os dados de setembro de 2019 mostram que estes ganharam mais de 80 mil milhões de dólares ao disponibilizar os seus imóveis para alugar no Aibnb.

Entre abril e junho de 2019, a Airbnb registou mais de 1.000 milhões de dólares em receitas: “Trata-se do segundo trimestre na história da empresa em que as receitas da Airbnb superaram os 1.000 milhões de dólares”, sublinhou a plataforma, que até 1 de junho deste ano cobrou e entregou mais de 1.600 milhões de dólares de taxas turísticas em nome da comunidade Airbnb em todo o mundo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Costa, primeiro-ministro. ( Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Conheça a composição do novo Governo de António Costa

António Costa, primeiro-ministro. ( Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Conheça a composição do novo Governo de António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Centeno adia esboço orçamental de 2020 até quarta de manhã

Outros conteúdos GMG
Airbnb anuncia que quer entrar em bolsa em 2020