Alojamento local

Airbnb em Portugal com ocupação de 39 noites por ano

Em oito meses, o Airbnb coletou e entregou, em nome dos anfitriões, 1,74 milhões de euros referentes à cobrança da taxa turística de Lisboa

No ano passado, os imóveis portugueses inscritos na plataforma de alojamento temporário, Airbnb, receberam um número recorde de hóspedes. Passaram por estes imóveis 1,65 milhões de pessoas, mais 84% do que em 2015.

Os números divulgados esta quinta-feira pela plataforma dão conta de que estes alojamentos estão ocupados, em média, 39 noites por ano. E que os proprietários obtiveram, em média, um rendimento de 3350 euros anuais. O perfil destes proprietários dá ainda conta de que, em média, têm 42 anos.

Lisboa continua a ser a cidade que recebe mais hóspedes Airbnb, com um total de 718 mil viajantes no ano de 2016, mais 66% que no ano anterior. Pela capital, os turistas reservaram em média 4,1 noites, enquanto no total do país o número foi ligeiramente superior (4,3 noites dormidas).

Com isto, os Airbnb da cidade contribuíram com 1,74 milhões de euros para o Fundo de Desenvolvimento Turístico de Lisboa, fruto da coleta de 1 euro da taxa turística aplicada na cidade.

Quanto à utilização do Airbnb por turistas portugueses, a empresa contabilizou 264 mil pessoas a utilizarem estes imóveis um pouco por todo o mundo, o que reflete um aumento de 120%: 77 mil utilizadores têm origem em Lisboa; 28 mil no Porto. A taxa está a ser recolhida pelos imóveis de alojamento local desde 1 de maio e reverte para o desenvolvimento da cidade.

No Porto, o turismo praticamente duplicou (92%), tendo sido registados 293 mil viajantes que utilizaram o Airbnb para pernoitar. Em média, ficaram na cidade 3,4 noites. Existem 5000 anfitriões ativos na Invicta.

“A comunidade Airbnb continua a crescer no nosso país e representa, claramente, um novo motor económico que está a ajudar a crescer e a diversificar o turismo, em Portugal. Este movimento também proporciona a criação de novas atividades económicas e democratiza os benefícios para as famílias da classe média e para o comércio local em todo o país”, refere Ricardo Macieira, diretor do Airbnb em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Airbnb em Portugal com ocupação de 39 noites por ano