aviação

Airbus deixa de fabricar superjumbo A380 em 2021

Airbus A380. (REUTERS/Christian Charisius)
Airbus A380. (REUTERS/Christian Charisius)

Redução de encomendas foi a gota de água para o grupo europeu deixar de fabricar um dos maiores aviões comerciais do mundo.

O grupo europeu Airbus anunciou hoje que vai deixar de fabricar o avião A380 em 2021, depois do seu principal cliente, a Emirates, ter alterado parte da sua encomenda pelos modelos A330-900 e A350-900.

A Emirates, que, de acordo com as encomendas até agora deveria ter recebido um total de 162 A380, vai comprar apenas 123, tendo assinado um novo contrato com a Airbus para adquirir 40 A330-900 e 30 A350-900. Já na semana passada se admitia que esta companhia aérea poderia reduzir as encomendas do maior avião do mundo.

Em comunicado, o CEO da Airbus, Tom Enders, explicou que como resultado dessa decisão, não existe “uma carteira de pedidos substancial do A380 e, portanto, não há base para apoiar a produção do A380, apesar de de todos os esforços de vendas” realizadas com outras companhias aéreas nos últimos anos.

“Isso leva-nos a finalizar as entregas do A380 em 2021”, concluiu Enders.

Há uma semana, a companhia Qantas já tinha cancelado formalmente uma encomenda de oito aeronaves A380 à Airbus.

O superjumbo da Airbus nunca teve a vida facilitada. Se por um lado os passageiros adoram o seu estilo moderno e espaçoso, as companhias aéreas têm-se mostrado difíceis de conquistar. Potenciais clientes desistiram e outros reduziram a sua carteira de encomendas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Jogo Online é regulado desde 2015

Jogo Online atrai 100 mil novos apostadores a cada trimestre

Jogo Online é regulado desde 2015

Jogo Online atrai 100 mil novos apostadores a cada trimestre

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, à chegada para uma audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para apresentação da lista de nomes propostos para secretários de Estado do XXII Governo Constitucional, no Palácio de Belém, em Lisboa, 21 de outubro de 2019. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Conheça os secretários de Estado do novo Governo

Outros conteúdos GMG
Airbus deixa de fabricar superjumbo A380 em 2021