aviação

Airbus, Rolls-Royce e Siemens preparam primeiro avião híbrido

protótipo

Multinacionais juntaram-se para pôr no ar aviões amigos do ambiente. Se correr bem, o salto poderá definir o futuro da aviação

Airbus, Rolls-Royce e Siemens querem ser as primeiras a pôr no ar um avião híbrido. A parceria já arrancou e o plano passa por ter tudo pronto até 2020, altura em que o novo avião deverá ser testado. A cumprir-se este prazo, a fabricante europeia passa a perna à concorrente americana, Boeing, que também tem planos para a aviação híbrida – mas só para 2022.

O protótipo da aeronave que agora começaram a desenhar chama-se E-Fan X e envolve a articulação de três motores a jato com um motor elétrico de potência de 2 megawatts.

A energia de propulsão elétrica será obtida a partir de um gerador que funcionará com uma turbina instalada na fuselagem. Para a descolagem e a aterragem haverá ainda baterias de lítio com 700 quilowatts de potência.

 

“O E-Fan X é um passo importante para que o avião elétrico se torne uma realidade. E abrirá caminho para que esta tecnologia venha a ser usada na aviação comercial de uma forma segura, eficiente e económica”, diz Paul Eremenko, diretor de tecnologia da Airbus.

A fabricante europeia de aviões acredita que propulsão híbrida-elétrica será a tecnologia que definirá o futuro da aviação. A sua função será integrar os motores na aeronave, enquanto a Rolls-Royce será responsável pelo desenvolvimento do motor elétrico de dois megawatts. Por sua vez, a Siemens será a fornecedora da tecnologia.

A Airbus e a Siemens já estiveram juntas na criação do E-Aircraft Systems House uma tecnologia para motores elétricos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

Ursula von der Leyen. “Portugal é único e tem agora oportunidades maravilhosas”

Portugal's Prime Minister Antonio Costa speaks during presentation of the European and Portuguese Recovery and Resilience Plans, at Champalimaud Foundation, in Lisbon, Portugal, 29 September 2020. Ursula Von Der Leyen is in Lisbon for a two-day official visit. MÁRIO CRUZ/LUSA

Portugal recorrerá só a subvenções. Empréstimos só quando situação melhorar

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Von der Leyen: Instrumento “SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas”

Airbus, Rolls-Royce e Siemens preparam primeiro avião híbrido