Imobiliário

Al-Bahar investe 200 milhões em projeto de luxo em Gaia

O Pine Cliffs Resort é um doa ativos em Portugal do consórcio Al-Bahar Investment Group. Fotografia: D.R.
O Pine Cliffs Resort é um doa ativos em Portugal do consórcio Al-Bahar Investment Group. Fotografia: D.R.

O projeto, que já está em fase de construção, integra habitação e hotelaria. É para desenvolver ao longo de cinco a sete anos.

A United Investments Portugal (UIP), que integra o consórcio Al-Bahar Investments Group e detém o Pine Cliffs Resort, está a desenvolver um projeto imobiliário de luxo na Quinta Marques Gomes, em Vila Nova de Gaia, cujo investimento ascende a 200 milhões de euros.

O projeto, que já se encontra em fase de construção, prevê uma forte componente residencial e a edificação de um boutique hotel de uma marca internacional, de uma unidade Serenity SPA e restauração. O empreendimento irá combinar turismo residencial e casas de primeira e segunda habitação.

A UIP adquiriu a emblemática Quinta Marques Gomes, uma propriedade com 25 hectares e 90 mil metros quadrados de construção, debruçada sobre a foz do rio Douro e que conta com extensas áreas verdes.

“Esta aquisição vem reforçar a solidez e crescimento da UIP, bem como a presença do grupo em Portugal, mais concretamente a norte do país, no Porto e em Vila Nova de Gaia. Este será um projeto diferenciador, com um forte impacto no atual panorama do turismo nacional”, diz Carlos Leal, diretor geral da UIP, em comunicado.

Em Portugal, a UIP conta já com projetos no Algarve (Pine Cliffs Resort), Cascais (Sheraton Cascais Resort), Porto (YOTEL Porto, com inauguração prevista para o final deste ano) e Lisboa (Hyatt Regency Lisboa).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

Al-Bahar investe 200 milhões em projeto de luxo em Gaia