aviação

Alemanha: Greve do pessoal de segurança em seis aeroportos na terça-feira

Sindicato protesta por melhores salários dentro do aeroporto de Colónia/Bona. (Fotografia: EPA/THOMAS BANNEYER)
Sindicato protesta por melhores salários dentro do aeroporto de Colónia/Bona. (Fotografia: EPA/THOMAS BANNEYER)

Pessoal de segurança dos aeroportos de Frankfurt, Hannover, Bremen, Leipzig, Dresden e Erfurt reclama melhores salários e negociação coletiva.

Terça-feira poderá ser um dia complicado para quem pretende voar para a Alemanha. O pessoal de segurança de seis aeroportos vai fazer greve em várias faixas horários para exigir melhores salários e um processo de negociação coletiva. Esta greve foi convocada este domingo pelo sindicato Verdi, de acordo com informação citada pela agência Efe.

Frankfurt, Hannover-Langenhangen, Bremen, Leipzig/Halle, Dresden e Erfurt são os seis aeroportos que vão ser apanhados por esta paralisação ao longo de terça-feira. Pelo menos cerca de 180 000 passageiros deverão ser afetados por este protestos; é preciso ainda somar as dezenas de milhares de pessoas que têm viagens com destino a estes aeroportos e que deverão ficar em terra.

Em Frankfurt, um dos aeroportos mais frequentados da Europa, a greve vai decorrer entre a uma da manhã e as 19 horas, hora de Lisboa. Em Leipzig/Halle, o protesto vai decorrer entre as três da manhã e as 17 horas; em Dresden, a paralisação está prevista para durar entre as duas da manhã e as 20 horas; em Erfurt, o pessoal de segurança vai parar entre as cinco da manhã e as 21 horas.

A Confederação de Empresas de Segurança de Voo (BDLS, na sigla original) respondeu desta maneira à greve deste sindicato: “Defendemos a liberdade de negociação coletiva de forma que isso faz parte da ação sindical dos parceiros sociais e que em determinadas situações também pode incluir uma greve. Mas o direito à greve está a ser levado ao absurdo”, afirmou Matthias von Randow, líder desta confederação.

O mesmo dirigente refere ainda que estes avisos de greve são “completamente desproporcionados” e “destroem os esforços do governo central e dos estados alemães para melhorar bastante a falta de eficiência dos controlos de segurança da Alemanha”.

A mesma posição foi seguida pelo líder da confederação alemã de aeroportos, a ADV, que classificou como “irresponsável” que o sindicado “prolongue as folgas até ao limite”, o que destrói qualquer dimensão de uma greve, alega o mesmo dirigente.

O sindicato Verdi e a confederação BDLS realizaram quatro rondas de negociação nas últimas semanas, que se revelaram um fracasso: o sindicato exigia um aumento de salário bruto de até 20 euros por hora; o patronato apenas pretende um aumento salarial de 1,8% num ano e de 2% no segundo ano. As negociações deverão ser retomadas dia 23 de janeiro.

O pessoal de segurança dos aeroportos alemães tem feito várias greves nos últimos dias: na quinta-feira, houve mais de 100 000 passageiros que foram prejudicados pelas greves em Düsseldorf, Colónia/Bona e Estugarda, que levaram ao cancelamento de mais de 600 voos; dias antes, na segunda-feira, houve greves parciais nos aeroportos de Berlim, de Schönefeld e Tegel, que levaram ao cancelamento de 8% dos voos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Alemanha: Greve do pessoal de segurança em seis aeroportos na terça-feira