Turismo

Algarve: Ocupação hoteleira cai em janeiro

O Algarve mantém-se como destino de eleição para os portugueses. Fotografia: D.R.
O Algarve mantém-se como destino de eleição para os portugueses. Fotografia: D.R.

A ocupação média por quarto na região do Algarve recuou ligeiramente no primeiro mês do ano. Portugueses compensaram queda dos estrangeiros.

A ocupação por quarto na região do Algarve em janeiro de 2019 recuou ligeiramente face ao mesmo período do ano passado. A taxa de ocupação global média por quarto foi de 34,4%, indica a AHETA – Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve. No primeiro mês do ano, este indicou sofreu uma ligeira desaceleração de 0,3 pontos percentuais que em igual período de 2018.

O mercado holandês foi o que registou uma descida maior, seguido pelo britânico e alemão. “O mercado nacional subiu 0,7 pontos percentuais, compensando as descidas dos principais mercados externos”, diz a AHETA.

A associação indica ainda que nos últimos 12 meses, a taxas de ocupação por quarto registou uma descida média de 1,1%.

Em dezembro, a região tinha registado uma taxa de ocupação por quarto de 34%, um dos valores mais elevados registados naquele mês nos últimos 20 anos, de acordo com dados provisórios divulgados hoje pela AHETA.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Mexia, presidente executivo da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Chineses da EDP não abdicam de desblindar estatutos. OPA quase morta

O dia, segunda-feira de Páscoa, prejudicou a concentração dos ex-operários junto à casa-mãe, a Miralago. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Ex-operários tentam evitar saída de máquinas da Órbita

O secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), José Abrãao, numa manifestação. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

FESAP. Inspetores do Estado podem ficar 10 anos sem progredir nas carreira

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Algarve: Ocupação hoteleira cai em janeiro