Algarve. Praias, turistas e, a partir de hoje, uma loja IKEA

IKEA Loulé abre ao público esta quinta-feira. O complexo no Algarve, para além da loja, vai contar com um centro comercial e um outlet.

A abertura das portas ao público está marcada para as dez da manhã. Sem grande pompa ou circunstância, devido à fatalidade que ocorreu na semana passada, na fase final das obras da loja. Um acidente vitimou uma funcionária de 37 anos. "Queremos mostrar o nosso respeito por ela e por toda a família", explicou Abdelhak Ayadi, o diretor da IKEA Loulé.

A unidade do Algarve vai ser a quinta loja da marca, presente em Portugal desde 2004, com espaços em Alfragide, Matosinhos, Loures e Braga. Em 2008, a empresa sueca abriu três fábricas em Paços de Ferreira e este ano passou também a vender as suas peças online. Até 2025, a IKEA quer subir para dez o número de lojas no país. Contudo, para já, não há nenhuma ideia definida quanto ao próximo local. "Neste momento, o online ajuda-nos a vender para sítios onde ainda não temos lojas físicas. Mas vamos crescer à medida das necessidades do mercado", afirmou, num encontro com jornalistas, Fernando Caldas, responsável pela expansão da marca em Portugal.

Para já, para a equipa, esta quinta-feira é dia de festa no Algarve, com a inauguração oficial da IKEA Loulé. A empresa recebeu perto de 8000 candidaturas para os cerca de 200 postos de trabalho disponíveis. Abdelhak Ayadi indicou que 33% dos funcionários são algarvios, 52% são mulheres em cargos de topo e 95% sabem falar inglês. "Sabemos que vamos receber muitos turistas, por isso é importante o inglês. Aliás, toda a sinalética está nas duas línguas. Português e inglês. É a única loja onde isso acontece", explicou o diretor de loja do Algarve.

Mas há outras originalidades do complexo IKEA em Loulé. Quem o vir da Via do Infante, a A22, vai reparar que a loja é só uma pequena parte de um gigantesco espaço que, neste momento, ainda se encontra maioritariamente em obras. É que este ano, vão ainda nascer ali um centro comercial e um outlet, todos sob a gestão da empresa sueca, mas com lojas de outras marcas. "Queremos ter aqui estabelecimentos de grandes marcas, como a Primark", adiantou ao Dinheiro Vivo Abdelhak Ayadi.

No total serão 24 mil m2 ocupados - é a maior construção da IKEA no país, representando um investimento de 200 milhões de euros. A abertura do centro comercial está prevista para o verão. Já o outlet só deverá ser inaugurado no outono de 2017.

Para a unidade de Loulé, a empresa foi conhecer os hábitos dos algarvios. "Queríamos ter a certeza que oferecíamos soluções que se adaptassem às suas rotinas e vontades", explicou Marta Cunha, designer de interiores da marca.

No estudo realizado junto dos moradores do Algarve, a IKEA chegou à conclusão que 73% das famílias têm habitação própria, acima da tendência nacional. "Isto mostra-nos que o arrendamento permanente ainda não é uma realidade com peso e isso também vai influenciar a forma como se decoram as casas", afirmou a responsável.

Veja aqui: o estudo do IKEA dos hábitos dos lisboetas

Em relação ao número de moradores por casa, 25% moram sozinhos, 33% habitam em casal e 42% têm uma família com três ou mais pessoas. Os algarvios gostam de decorar as suas casas com molduras e fotos (80%) e pinturas e quadros (78%).

A cozinha é um importante espaço social para os moradores da região, sendo usada por 51% para, para além de cozinhar, pôr a conversa em dia. Nas casas de banho, as banheiras (77%) prevalecem sobre as unidades de duche (23%). As varandas são importantes e estão presentes em 44% das casas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de