Entretenimento

Altice Arena entre as 10 salas de espectáculo com mais visitas no mundo

Pavilhão_Atlântico_Meo_Arena_-_Helder_Palma

A sala de concertos é quinta europeia com mais visitas, tendo até junho gerado receitas de 23,7 milhões de dólares, segundo ranking da Pollstar.

A Altice Arena está entre as 10 salas de espectáculo com mais visitas a nível mundial. Até junho, o espaço de concertos ocupava a 9ª posição do ranking da Pollstar a nível mundial, e a 5ª posição a nível Europeu em termos de entradas. Mais de 427 mil pessoas foram a concertos no Altice Arena. O ranking é liderado pela Lanxess Arena, na Alemanha.

“É um dos momentos altos da nossa história. Estarmos novamente entre as 10 maiores arenas do Mundo é o resultado da consistência do nosso trabalho e é a prova de que estamos certos em ter a ambição de competir com as maiores e melhores salas do mundo”, afirma Jorge Vinha da Silva, CEO da Arena Atlântico, que detém a Altice Arena, citado em nota de imprensa.

As várias sessões do Cirque du Soleil ou outros eventos que esgotaram a Altice Arena como os 7 concertos de André Rieu, a duas datas de Roberto Carlos, os concertos com Shawn Mendes, Backstreet Boys ou Mark Knopfler contribuíram para este resultado da sala de espectáculos nacional. Ao todo, 427,888 pessoas foram à sala de concertos, tendo sido gerada uma receita de 23,7 milhões de dólares.

Já o ano passado, a sala de espectáculos nacional tinha surgido no ranking das maiores arenas mundiais ao nível da receita, segundo a lista divulgada pela Pollstar, publicação da indústria dos concertos, que trimestralmente revela o ranking dos espaços de concertos do mundo com maior número de entradas.

Veja o ranking completo aqui

Até junho o ranking é liderado pela alemã Lanxess Arena na Alemanha tirou o primeiro lugar ao Madison Square Garden de Nova Iorque, ao garantir 700 mil entradas, embora ao nível de receitas a liderança seja ainda do espaço nova iorquino, com mais de 78 milhões de dólares em receitas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

Altice Arena entre as 10 salas de espectáculo com mais visitas no mundo