Telecomunicações

Altice Labs em consórcio europeu para projeto 6G

6galeria

A Altice está neste momento a estudar a sexta geração móvel, estando envolvida no projeto europeu Terranova.

“Já estamos a estudar o 6G e estamos num dos poucos projetos europeus do 6G”,adianta Alcino Lavrador, diretor-geral do Altice Labs, num encontro com jornalistas à margem do 4º aniversário do centro de inovação do grupo Altice, em Aveiro.

O arranque do 5G está previsto para meados deste ano, tendo o Governo já definido que até ao final do ano gostaria de ter, no mínimo, duas cidades, uma no interior, cobertas por esta tecnologia. Objetivos alinhados com os de Bruxelas que quer ter 5G na região em 2020.

A Altice que tem em Aveiro um laboratório, em parceria com a Ericsson, para o 5G, já neste momento a estudar a sexta geração móvel, estando envolvida no projeto Terranova.

Um projeto europeu, no âmbito do Horizonte 2020, que incide sobre o estudo da transmissão de rádio com esta tecnologia que prevê velocidades de mil gigabites por segundo, latência praticamente nula, comunicação entre coisas, inteligência artificial a todos os níveis e, interações sensoriais, como por exemplo através de implantes.

Na Europa o 5G aguarda-se para este ano, mas na China desde novembro do ano passado que foram iniciadas pesquisas para o desenvolvimento de redes sem fio de sexta geração, com as duas principais operadoras, a China Unicom e a China Telecom, a revelar à agência noticiosa Xinhua que iniciaram a pesquisa sobre frequências eletromagnéticas extremamente altas, críticas para o desenvolvimento do 6G.

“Não importa se estás a conduzir, andar de bicicleta ou a caminhar, o 6G combinará com tecnologia holográfica, permitindo visualizar mapas holográficos tridimensionais da cidade”, descreveu o CEO da China Telecom, Bi Qi, na Convenção Mundial 5G de 2019, realizada em Pequim, citado pela Xinhua.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

Altice Labs em consórcio europeu para projeto 6G