Telecomunicações

Altice reforça cobertura da rede de fibra em projeto-piloto com municípios

Alexandre Fonseca, presidente da Altice
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)
Alexandre Fonseca, presidente da Altice (PAULO SPRANGER/Global Imagens)

O projeto '100% fibra' arrancou em mais de uma dezena de freguesias em seis municípios: Beja, Cartaxo, Seia, Seixal, Sintra e Vieira do Minho.

A Altice Portugal, dona da Meo, está a reforçar a cobertura da sua rede de fibra ótica, no âmbito de um projeto-piloto com autarquias, para levar a tecnologia a todo o país.

O projeto arrancou com a participação de mais de uma dezena de freguesias em seis municípios: Beja, Cartaxo, Seia, Seixal, Sintra e Vieira do Minho.

“Centenas de freguesias irão ser incluídas nas próximas etapas” do projeto ‘100% fibra’, disse Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, esta terça-feira, no evento de assinatura dos protocolos com as autarquias.

A Altice Portugal tem como objetivo alcançar uma cobertura em fibra ótica de última geração de 5,3 milhões de casas até 2020. Atualmente, 4,6 milhões de lares em Portugal já estão cobertos com a rede de fibra da Altice.

“Nestas 10 freguesias, 100% da população, 100% do território, e – até ao final de junho – 100% dos serviços Meo serão prestados em cima de fibra ótica”, adiantou Alexandre Fonseca aos jornalistas, após o evento.

Os clientes Meo que passam a estar cobertos com fibra nestas freguesias, migram automaticamente para a nova rede. Se o cliente o desejar, pode fazer um upgrade ao seu serviço.

“O que nós garantimos é que, nestas freguesias, todos os clientes Meo terão serviço em cima de fibra ótica – um serviço equivalente ao mesmo preço daquele tinham em cobre. Essa migração é voluntária e no caso dessas 10 freguesias foi de 100%”, afirmou o CEO da Altice Portugal.

Garantiu que mais de 800 freguesias poderão ser abrangidas pelo projeto de cobertura com 100% de fibra da Altice nos próximos meses.

À medida que avance a cobertura dos clientes com fibra, Alexandre Fonseca apontou que “será natural o desligamento gradual da rede de cobre”.

Luis Alveirinho, chief technology officer da Altice Portugal, prevê que será possível desligar a rede de cobre da Altice no prazo de uma década.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, conversa com o presidente e CEO da PTT Exploration and Production (PTTEP), Phongsthorn Thavisin durante a conferência de imprensa de anúncio da venda da Partex à empresa tailandesa, na sede da fundação em Lisboa
TIAGO PETINGA/LUSA

Gulbenkian vende negócio do petróleo e gás. Onde vai investir agora?

Fotografia: D.R.

Deficiência. Peritos aconselham troca de benefícios fiscais por outros apoios

Outros conteúdos GMG
Altice reforça cobertura da rede de fibra em projeto-piloto com municípios