Indústria

Altri. Lucros caem 31,8% para 17 milhões de euros

Fotografia: Fernando Fontes/Global Imagens
Fotografia: Fernando Fontes/Global Imagens

A quebra é explicada pelo "preço médio por tonelada de pasta, que nos primeiros três meses de 2017 foi 7,6% inferior ao período homólogo", diz a Altri

A Altri registou um resultado líquido de 17,12 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, valor que representa um recuo de 31,8% face aos 25 milhões de euros registados no mesmo período do ano passado, informa a empresa em comunicado. A quebra é explicada pelo “preço médio por tonelada de pasta, que nos primeiros três meses de 2017 foi 7,6% inferior ao período homólogo e pelos investimentos em realização da Celtejo e que afetam a eficiência da produção daquela unidade”.

No primeiro trimestre, a Altri vendeu cerca de 274,3 mil toneladas de pasta, o que representa um aumento homólogo de 8,2%. Foram produzidas, neste período, 264,4 mil toneladas de pasta, mais 5,4% do que em 2016. As exportações, que totalizaram as 250,5 mil toneladas, subiram 8% face ao ano anterior. As receitas totais atingiram os 159,8 milhões de euros, 1% abaixo do registado em 2016.

Os custos totais, excluindo amortizações, custos financeiros e impostos, atingiram 119,7 milhões de euros, um aumento de 9,2% face ao ano anterior. Este aumento é, informa a Altri, “quase na totalidade explicado pelo impacto dos investimentos em curso na Celtejo na eficiência operacional desta unidade”.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) situou-se em 40,1 milhões de euros, o que traduz um decréscimo de 32,2%. Relativamente ao último trimestre de 2016, verificou-se uma evolução positiva de 3,4% neste indicador.

Nos primeiros três meses deste ano, a empresa realizou investimentos totais de cerca de 25 milhões de euros e reduziu o endividamento líquido para 432,2 milhões de euros, menos 6,4 milhões de euros do que no final de 2016. “A empresa prosseguiu deste modo a sua estratégia financeira que assenta na redução anual sistemática do endividamento líquido, através do free cash flow gerado pela atividade operacional”, refere a Altri.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Indústria do calçado. 
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal regressou ao Top 20 dos maiores produtores de calçado

Mina de carvão perto da cidade de Oaktown, Indiana, Estados Unidos. (EPA/TANNEN MAURY)

Capacidade de produção de carvão caiu pela primeira vez

(EPA/RITCHIE B. TONGO)

Microsoft mantém discussões para compra da filial da TikTok nos EUA

Altri. Lucros caem 31,8% para 17 milhões de euros