Papel

Altri vai investir 125 milhões de euros na Celtejo e na Celbi

Fábrica da Celbi (DR)
Fábrica da Celbi (DR)

O grupo Altri e o Estado português formalizam hoje a assinatura de dois contratos de investimento, no valor de 125 milhões de euros

O grupo Altri e o Estado português formalizam hoje a assinatura de dois contratos de investimento, no valor de 125 milhões de euros, numa cerimónia que será presidida pelo primeiro-ministro, António Costa.

Estes dois contratos correspondem a investimentos de 40 milhões de euros na Celbi, unidade na Figueira da Foz, e 85 milhões de euros na Celtejo, em Vila Velha do Ródão, segundo o grupo.

Estes investimentos permitirão, através da introdução de inovação, tornar os processos de produção de pasta mais eficientes e aumentar a capacidade instalada, de acordo com o grupo Altri.

A assinatura dos dois contratos de investimento terá lugar na sede da Celbi, na Leirosa, na Figueira da Foz, e a cerimónia contará ainda com as presenças dos ministros da Economia e da Agricultura e do secretário de Estado da Indústria, de acordo com a Altri.

O grupo português dedica-se à produção de pasta de papel nas suas três unidades – Caima, em Constância, Celtejo, em Vila Velha do Ródão, e Celbi, na Figueira da Foz, desenvolvendo ainda atividade na gestão da floresta, onde detém cerca de 85 mil hectares, e na produção de energia a partir da biomassa.

A Altri exporta cerca de 95% da sua produção para a Europa, mas também para a China e resto do mundo.

A empresa tem um volume de vendas superior a 665 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Patrick Drahi, fundador da Altice

Altice. Dona da PT confirma conversações para compra da TVI

Tesouro italiano coloca milhões a taxas de juros mínimas

Governo italiano aprova resgate de dois bancos à beira da falência

António Serrano, nos estúdios da TSF. Professor catedrático e político português, foi Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas do XVIII Governo Constitucional de Portugal.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

António Serrano: “É preciso um choque de gestão no território florestal”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Altri vai investir 125 milhões de euros na Celtejo e na Celbi