Álvaro Santos Pereira diz que Portugal está no pós-crise

Álvaro Santos Pereira
Álvaro Santos Pereira

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, referiu hoje no evento de
apresentação do projeto turístico da Herdade da Comporta, que Portugal
estava no pós crise, salientando ainda todas as reformas e cortes que
este Governo já fez.

“Este é o primeiro grande projeto turístico
de pós-crise em Portugal. É uma nova esperança para o setor, çara o
emprego e para o país e para mostrar ao mundo que nós vamos vencer esta
crise”, referiu, acrescentando que este investimento de 92 milhões de euros “mostra que estamos num ponto de viragem no que respeita à confiança dos
investidores”.

“Temos de lutar pata ter mais projetos como este”, adiantou ainda.

Santos Pereira salientou ainda que o Governo está a
entrar numa segunda fase de reformas que visam cortar a burocracia e
facilitar a vida das empresas. “Vamos lançar o start up Portugal, a taxa
única portuária, que irá reduzir as taxas, e vamos fazer uma revolução
nos licenciamentos turísiticos”, comentou na sua intervenção.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Porta, que também esteve presente dado que o projeto da Herdade da Comporta é participado pelo grupo Espírito Santo e pela cadeia hoteleira de luxo Amam Resorts, salientou igualmente a necessidade de desburocratizar e que o Governo está empenhado nisso.

“É preciso fazer uma simplificação da vida das empresas e por isso é preciso obrigar o Estado a responder a tempo e em tempo útil. Tempo é dinheiro e quem investe não tem tempo a perder. Facilitar, facilitar, facilitar. É isso que Portugal precisa de fazer”, disse empolgado no final do seu discurso.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Álvaro Santos Pereira diz que Portugal está no pós-crise