retalho

EUA. Amazon prepara-se para concorrer nas entregas com a UPS e FedEx

26245575_10_28T031545Z_20045722_TM3ECAR1GLA01_RTRMADP_3_NEWYORK_AMAZON

Gigante vai arrancar nas próximas semanas em Los Angeles com serviço de entregas Shipping with Amazon, mas quer expandir a outras cidades

O gigante do e-commerce Amazon prepara-se para lançar um novo serviço de entregas que irá concorrer diretamente com empresas como a UPS ou a FedEx, noticiou o Wall Street Journal.

O Shipping with Amazon deverá arrancar em breve em Los Angeles, com a empresa a fazer entregas de empresas terceiras que vendem produtos no seu website, pretendendo ainda este ano expandir este serviço a outras cidades, de acordo com fontes ouvidas pelo jornal.

O serviço, testado e implementado em Londres, coloca o gigante em concorrência direta com serviços de entregas como a FedEx ou a UPS. A Amazon já faz algumas entregas das suas próprias encomendas em 37 cidades nos Estados Unidos, mas com esta oferta pretende prestar este tipo de serviços a terceiros.

A rede logística é uma questão que a Amazon terá de endereçar se quiser massificar este serviço a terceiros. Nos últimos anos, a empresa de Jef Bezos tem vindo a criar uma frota para entregas, tendo ainda um hub para transporte aérea com 40 aviões. Ainda assim, analistas duvidam que a Amazon esteja disposta a investir fortemente na rede logística para concorrer em pé de igualmente com os gigantes das entregas.

O reforço dos esforços da Amazon na área logística reflete a crescente ambição da empresa que, há muito deixou de ser apenas um site de e-commerce. Hoje atua em áreas como oferta de serviços de cloud computing, produz filmes e séries, o ano passado comprou a Whole Foods e acaba de abrir as primeiras lojas físicas, a Amazon Go.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: EPA/WILL OLIVER

Propostas dos partidos para regularizar plataformas como a Uber

João Vieira Lopes, presidente da CCP. Fotografia: D.R.

Reduzir a TSU e tributar lucros criaria 78 mil empregos

Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens

Novo voo direto ajudou a trazer mais 74 mil chineses a Portugal

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
EUA. Amazon prepara-se para concorrer nas entregas com a UPS e FedEx