Atlantic Car Wash quer ajudar os municípios a poupar água

Empresa faz lavagem de automóveis sem água. Contrato com a câmara de Matosinhos poupou um milhão de litros de água em quatro anos

Ilídia Pinto
Pedro Novo, master franchiser da Atlantic Car Wash © Artur Machado/Global Imagens

Em ano de seca extrema e com as reservas hídricas em níveis historicamente baixos, a Atlantic Car Wash, empresa de lavagem de automóveis sem recurso a água, quer ajudar os municípios a poupar água na lavagem das suas viaturas. A experiência de quatro anos de contrato com a câmara de Matosinhos, que conta com uma frota de 80 carros, permitiu já aferir uma poupança total de um milhão de litros de água e de 4,5 kW (quilowatts) de energia elétrica por dia, o que representa menos 495 quilogramas de emissões de CO2 por ano, garante Pedro Novo, responsável da empresa.

Criada em 2012, em Vila Nova de Gaia, a Atlantic Car Wash assume-se como uma "pioneira, em Portugal, na disponibilização de serviços ecológicos de lavagem automóvel". Pedro Novo é o detentor da licença da marca para o franchising no mercado nacional. Chegou a ter sete espaços próprios, além dos franchisados, mas a pandemia levou ao encerramento de alguns, já que, maioritariamente, os centros da Atlantic Car Wash se situam em parques de estacionamento de shoppings. Atualmente, a rede é constituída por 20 pontos fixos de lavagem em todo o país, a que se juntam mais dez de estações móveis para serviços a empresas e instituições públicas.

Dez anos depois da chegada ao mercado, ainda há quem estranhe o serviço de lavagem sem água. "Os cidadãos com maiores preocupações ambientais e conscientes destas matérias são o nosso cliente habitual. Mas ainda há muitas situações em que, quem vem experimentar pela primeira vez, coloca muitas reservas, com medo que risque a pintura. Mas quando lavam, ficam fidelizados", garante Pedro Novo, que tem entre os seus clientes já grandes marcas nacionais e multinacionais a operar em Portugal.

O sistema de lavagem é baseado na utilização de uma cera especial, cuja aplicação - 100% manual - faz com que a sujidade fique suspensa para que seja possível eliminá-la sem riscar. Todo o processo é feito de forma rápida e segura, com a simples passagem final de um pano de microfibras de qualidade. O veículo estará limpo, encerado e protegido por mais tempo.

Além dos parques de estacionamento, a Atlantic Car Wash tem parcerias estabelecidas com as oficinas de reparação automóvel Feu Vert e com as lojas Express Glass, o que permitirá expandir a rede. O objetivo é chegar rapidamente aos 100 postos de lavagem, sendo que só as lojas Express Glass são 90 em todo o país. E 2023 deverá marcar o início da expansão em Espanha, através de um parceiro local que opera no negócio de reparação de vidros de automóveis, e que conta com uma rede de 280 lojas.

A Atlantic Car Wash já tem 18 franchisados em Portugal, mas continua à procura de novos parceiros interessados em abrir em novas localizações. O investimento inicial é de dez mil euros no caso da instalação de um espaço de lavagem fixo ou de 7500 euros no caso das unidades móveis. "Há sempre espaço para crescer, inclusivamente no Porto e em Lisboa. Oeiras, Cascais, Estoril são zonas onde temos imensos pedidos, mas não temos ninguém lá. E mesmo no centro de Lisboa, como a zona da Expo, ou em Sintra e Alfragide", garante o empresário. Assegura que o modelo de negócio já testado permite um retorno do investimento em sete a oito meses. E há quem esteja de tal forma satisfeito que começou com uma carrinha de serviço móvel e já investiu em mais duas, para dar resposta aos pedidos, garante.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG