Atrasos nos autocarros da Carris vão ser penalizados

Atrasos e sobrelotação continuam a gerar incómodo nos transportes públicos. A Carris Metropolitana tem um plano para acabar com os dois problemas, vai evitar supressões de carreiras e penalizar todos os autocarros que não respeitam os horários definidos.

Motor24

A Carris Metropolitana quer garantir que os autocarros que servem todos os 18 municípios circulam sem atrasos. Uma das fórmulas será assegurar que não existem supressões de carreiras, mas a empresa que a partir do verão assume a gestão da rede de autocarros da região de Lisboa tem outro plano: penalizar todos os atrasos.

"Haverá uma maior promoção da pontualidade. Vamos saber, em tempo real, em que local está cada autocarro, e os operadores serão penalizados se houver atrasos", explicou a diretora de gestão de contratos na Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), Ana Oliveira.

A rede de autocarros passará a ser gerida por uma mesma empresa, o que torna mais fácil monitorizar-se, em permanência, todos os atrasos e falhas de serviço. O administrador da Transportes Metropolitanos de Lisboa, Rui Lopo, citado pelo jornal "Expresso", diz que isto "significa ter mecanismos de fiscalização do serviço prestado".

<strong>Será assim a "nova" Carris</strong>

A Área Metropolitana de Lisboa lançou há dois anos um concurso público internacional para a aquisição do serviço público de transporte rodoviário de passageiros para a região metropolitana de Lisboa, assente em duas grandes novidades: a Área Metropolitana de Lisboa passa a gerir todos os transportes públicos na sua área de influência e os 2,7 milhões de utentes dos 18 municípios da região passam a poder usufruir de um serviço rodoviário que irá circular com uma única imagem e marca: Carris Metropolitana.

Significa isto, frotas com uma mesma imagem (Carris Metropolitana), ainda que trabalhada por diferentes operadores privados ou municipais (caso da própria Carris na cidade de Lisboa).

O compromisso passa ainda por oferecer autocarros mais recentes, com rede Wi-Fi a bordo e em maior número, tanto em termos de horários como de percursos.

A partir de julho, serão ativados 370 painéis digitais, junto às paragens, em estações de comboios ou centros comerciais, com os horários em tempo real das diferentes carreiras.

Para saber mais clique aqui: www.motor24.pt

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG