DST aumenta salário mínimo no grupo para 740 euros

O dstgroup desenvolve atividade em vários setores, nomeadamente na Engenharia & Construção, Ambiente, Energias Renováveis, Telecomunicações e Imobiliário.

Dinheiro Vivo
José Teixeira, presidente do dstgroup.

A DST atualizou o salário mínimo nas várias empresas para 740 euros, acima do salário mínimo nacional fixado para 2022, de 705 euros, anunciou o grupo em comunicado. Trata-se de um aumento de 40 euros face ao valor mínimo pago no ano passado.

"Em 2021 a empresa atualizou o salário mínimo para €700, e volta agora a subir para €740, acrescido de subsídio de alimentação, seguro de vida, seguro de saúde e mais de 70 outros benefícios à disposição dos seus trabalhadores", avança a empresa, que emprega um total de 2300 trabalhadores, mas não revela quantos auferem a remuneração mínima.

"Somos uma organização muito grande, com muitas responsabilidades, com projetos muito importantes e complexos, que exigem profissionalismo e dedicação. Para sermos apelativos ao mercado, não só com os nossos projetos e filosofia, mas também com as condições que oferecemos, procuramos garantir salários adequados e benefícios que façam a diferença na vida das pessoas", afirma José Machado, diretor de Recursos Humanos do dstgroup, citado no comunicado.

O mesmo responsável acrescenta que a empresa, ao fomentar "melhores condições de trabalho e de vida, através de salários adequados e outros benefícios em vigor no grupo, promovemos o desenvolvimento, a inovação e aumento da produtividade. Esta medida beneficia não só os trabalhadores, mas também a organização que tem comprovadamente uma eficiência maior e um crescimento mais sustentado".

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG