Marketplace da Makro será de acesso livre para todos

Nova plataforma online, que vai ser anunciada na próxima semana, irá disponibilizar mais de 20 mil produtos exclusivamente não alimentares.

Mónica Costa
Marketplace será anunciado a 4 de outubro © DR

A Makro, cadeia de distribuição grossista, quer chegar a mais clientes (incluindo os que ainda não podem aceder às suas lojas físicas), e para isso vai lançar um marketplace online, de acesso livre a todos os consumidores.
A nova plataforma será anunciada na próxima semana e, como adianta ao Dinheiro Vivo o CEO da insígnia em Portugal, trata-se "de um passo natural na estratégia de evolução multicanal e de crescimento digital, tanto para a Makro a nível nacional, como no contexto da estratégia global do próprio grupo Metro".

David Antunes acrescenta que Portugal é o quarto país onde a empresa avança com esta aposta, depois da Alemanha, Espanha e, mais recentemente, a Itália.

Numa fase inicial vão estar disponíveis, para o mercado nacional, mais de 20 mil produtos, na categoria não alimentar, que David Antunes considera uma "evolução significativa da oferta" da cadeia pertencente ao grupo alemão Metro. "Conseguimos este nível de sortido colocando ao dispor produtos já comercializados diretamente por nós - com foco nas marcas próprias e nas marcas de referência para o setor da hotelaria, restauração e catering -, mas também graças às parcerias estabelecidas com outros vendedores", explica.

No primeiro caso, o stock é gerido diretamente através da Metro Markets e, no segundo caso, os parceiros farão a gestão e expedição direta do seu stock, "tornando todo este processo mais ágil e rápido", diz o responsável.

Com o novo marketplace, a Makro quer estar mais próxima dos clientes e, ao mesmo tempo, ampliar a sua presença em todo o território nacional, uma que vez que consegue chegar mais rapidamente aos consumidores.

Segundo a empresa, a plataforma vai aportar, "sobretudo, valor para os clientes, pela maior comodidade, rapidez, facilidade de serviço e abrangência de oferta que oferece". Ou seja, todos poderão fazer compras através deste marketplace, desde que tenha ou crie uma conta.

Para criar esta plataforma existiu um investimento cruzado, uma vez que é transversal ao grupo Metro. Embora não adiante valores de investimento, David Antunes explica que o marketplace está "ancorado na área de negócio da Metro Markets".

Assim, o novo ponto de venda online beneficia "do know-how altamente especializado da equipa digital da empresa do grupo Metro responsável pela área do e-commerce, ao qual acrescentamos a capacidade das nossas equipas de projetar uma estratégia de mercado que valorize o nosso sortido e, por outro, de estabelecer parcerias com novos vendedores. Sem dúvida uma relação win-win para todos, onde todas as partes ficam a ganhar", louva o CEO da Makro Portugal.

O gestor frisa ainda que este modelo reflete a maneira com a Makro encara o seu negócio: "Focados no sucesso, sabendo que o poder dos relacionamentos e das parcerias são chave".

Embora a Makro tenha já uma plataforma online, designada mshop, David Antunes esclarece que, no novo marketplace, o sortido é exclusivamente do segmento não alimentar (non-food e near food), e a plataforma é dirigida ao público em geral.
Na mshop o stock está centrado nos produtos frescos, ultra frescos, mercearias e bebidas e para o acesso é necessário ser cliente Makro.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG