Sonae MC investe 50 milhões em entrepostos na Azambuja e na Maia

O Presidente da República inaugurou aquele que é o maior entreposto refrigerado em Portugal, um investimento que permitiu a criação de 300 novos postos de trabalho na Azambuja. Investimento na Maia acontecerá em 2022

Ilídia Pinto
Centro de Distribuição da Azambuja da Sonae MC © Direitos Reservados
Centro de Distribuição da Azambuja da Sonae MC © Direitos Reservados
Centro de Distribuição da Azambuja da Sonae MC © Direitos Reservados

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, inaugurou, nesta quinta-feira, o novo edifício do Centro de Distribuição da Sonae MC na Azambuja, uma expansão que permitiu criar 300 novos postos de trabalho e elevar para mais de 1100 o número de pessoas na operação na Azambuja. O investimento, de 50 milhões de euros, inclui a ampliação do entreposto da Maia, obra prevista para 2022.

Com 235 mil metros cúbicos totais de volumetria, este é, segundo a dona dos supermercados Continente, o maior entreposto refrigerado em Portugal e o primeiro no país a ser distinguido com a certificação Leed Gold (Leadership in Energy & Environmental Design) pelo United States Green Building Council, uma das mais reconhecidas entidades mundiais de Certificação de Projetos Imobiliários Sustentáveis. A sua expansão vai permitir "aumentar a capacidade e a rapidez de abastecimento às lojas Continente da região centro e sul do país", explica a Sonae MC.

Com mais de mil supermercados e lojas das cadeias Continente, Bom Dia, Meu Super, Go Natural e Bagga, entre outras, a Sonae MC conta com cinco entrepostos em Portugal, numa área total de 200 mil metros quadrados e que dão emprego a 2.500 pessoas.

A ampliação na Azambuja contempla a integração aqui do centro de pescado da empresa, antes localizado em Santarém, e da nova unidade de acondicionamento e preparação do peixe refrigerado, incluindo o bacalhau salgado. O objetivo, diz a empresa, é concentrar o envio dos produtos frescos das lojas do sul do país no mesmo local, "recolhendo os produtos frescos de madrugada e entregando os pedidos dos supermercados em 24 horas". Diariamente saem da Azambuja mais de 9000 paletes de produtos para abastecer as lojas Continente.

Além disso, refere a Sonae MC, presidida por Luís Moutinho, a entrega conjunta de produtos frescos vai permitir cortar em 20% as entregas às lojas, o que corrresponde a uma redução de 1,4 milhões de quilómetros ao ano e a uma poupança de 1.100 toneladas de emissões de CO2.

Recorde-se que a empresa inaugurou em agosto, através da Elergone Energia, a central fotovoltaica da Azambuja, que, com os seus 6.900 painéis, uma potência de três MWp e uma produção anual de quatro GWh, é uma das maiores centrais de autoconsumo em cobertura da Península Ibérica. Foi um investimento de mais de dois milhões de euros, assegura 30% da potência do entreposto e evita a produção de mais de mil toneladas anuais de CO2.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG