TAP terá de pagar 50 milhões de euros a mil pilotos

Em causa está uma ação judicial interposta pelo SPAC em 2017, relativamente a um erro na fórmula de cálculo sobre os vencimentos e subsídios de férias dos pilotos. STJ deu razão aos trabalhadores.

Dinheiro Vivo/Lusa
 © LUSA

A TAP terá de pagar 50 milhões de euros a mil pilotos. Em causa está uma ação judicial interposta em 2017 pelo Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) que denunciava uma fórmula de cálculo errada sobre os vencimentos e subsídios de férias destes trabalhadores. O Supremo Tribunal de Justiça deu agora razão aos pilotos, avança o Expresso.

Segundo o semanário, a transportadora aérea terá de corrigir 12 anos de impostos e acertos de contas com a Segurança Social, bem como nos prémios de saída dos pilotos, contabilização de indemnizações e regimes complementares de reforma.

O SPAC propôs à TAP um acordo de pagamento faseado para os comandantes e total para os copilotos, pedindo ainda uma redução de mais 10% no corte salarial negociado na sequência do plano de reestruturação, que passaria para os 25% até 2024, igualando assim os pilotos à generalidade dos trabalhadores. Esta proposta foi rejeitada pela TAP, adianta o Expresso.

As conversações entre as duas parte ainda decorrem, com o objetivo de acordar uma forma de pagamento aos pilotos.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG