Telecomunicações

Anacom volta a impor à Meo novo corte de preços nas ligações com ilhas

Alexandre Fonseca, presidente da Altice
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)
Alexandre Fonseca, presidente da Altice (PAULO SPRANGER/Global Imagens)

É a quarta redução de preços imposta pelo regulador nos últimos quatros anos. A última foi em novembro do ano passado.

A Anacom aprovou uma nova descida de 10% nos preços máximos das ligações entre o Continente e a Madeira e Açores e de 4% entre as várias ilhas dos Açores (circuitos inter-ilhas). É o quarto corte de preços imposto pelo regulador desde 2015, tendo último sido conhecido em novembro do ano passado.

“Esta decisão resulta na necessidade de se verificar o cumprimento da obrigação (a que a Meo está sujeita) de orientação dos preços para os custos tendo em vista reforçar a melhoria das condições de concorrência no mercado, com benefício para os operadores e prestadores de serviços alternativos à Meo, que necessitam de alugar essas ligações para desenvolver a sua atividade”, justifica a Anacom.

“Com esta descida dos preços grossistas, proporcionam-se condições para que outros operadores prestem serviços nos arquipélagos dos Açores e da Madeira, para que haja uma melhor cobertura das várias ilhas, havendo ainda a expectativa de que as novas condições possam conduzir ao aparecimento de mais e melhores ofertas retalhistas, a preços mais competitivos, em benefício dos consumidores”

No que respeita aos preços dos circuitos tradicionais, o regulador decidiu no mesmo projeto de decisão manter os preços atualmente em vigor. O projeto de decisão vai estar em consulta pública durante 20 dias úteis.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Economia portuguesa afunda 16,3% entre abril e junho

Visitantes na Festa do Avante.

Avante!: PCP reduz lotação a um terço, só vão entrar até 33 mil pessoas por dia

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

Mais 235 infetados e duas mortes por covid-19 em Portugal. Números baixam

Anacom volta a impor à Meo novo corte de preços nas ligações com ilhas