Saúde

ANCS: Telemóvel do idoso vai chegar ao Norte e Alentejo

Lisboa, 04/11/2016 - Reportagem com a Associação Nacional de Cuidados de Saúde.
Bruno Reis
( Global Imagens )
Lisboa, 04/11/2016 - Reportagem com a Associação Nacional de Cuidados de Saúde. Bruno Reis ( Global Imagens )

ANCS lança inovação tecnológica a pensar nos mais velhos e no seu bem-estar.

Um botão de emergência pode ser a salvação para um idoso que vive sozinho. Ou um medidor de tensão arterial sempre à mão. E fazer tudo isto através do telemóvel? A ideia nasceu em 2015 e foi passada à prática pela Associação Nacional de Cuidado e Saúde (ANCS), sendo já uma realidade para 600 idosos da região Centro que estão abrangidos pelo projeto 10 Mil Vidas, que envolve 15 municípios.

O objetivo daqui para a frente é “alargar o número de idosos apoiados na região Centro e avançar também com alguns projetos na zona Norte e Alentejo”, diz Bruno Reis, da direção da ANCS, uma associação sem fins lucrativos que pretende levar mais qualidade de vida à população mais idosa, trabalhando em cooperação com as instituições locais.

A ANCS viu aprovada a candidatura do seu projeto 10 Mil Vidas ao programa comunitário Portugal Inovação Social, que conta com fundos comunitários ao abrigo do programa Portugal 2020. O objetivo é apoiar 1500 idosos na região Centro, contando com a parceria de vários municípios e de instituições de apoio locais, explica Bruno Reis.

A candidatura, feita em parceria com 20 municípios e aprovada em Bruxelas, foi de 855 mil euros. Desse total, 70% são comparticipados pelos fundos comunitários. Com esta candidatura, o esforço dos municípios, que comparticipavam os projetos na totalidade, foi reduzido para 30%; os restantes 70% são financiados pela União Europeia.

Cada projeto tem a duração de 24 meses. Relativamente a custos, “temos projetos com 50 beneficiários (nestes o investimento do município é de 8550 euros) e outros com 100 beneficiários (17 100 euros de custo para a autarquia)”, explica.

No topo da lista dos serviços mais usados pelos idosos neste telemóvel especial está a emergência (acionamento do botão de SOS em caso de necessidade de socorro/apoio), o serviço de lembretes vários (toma da medicação, ingestão de água, caminhar, etc.) e o serviço de telessaúde, com o registo de vários parâmetros, por exemplo a tensão arterial.

Este telemóvel especial conta com tecnologia portuguesa da True-Kare, empresa que reúne características de teleassistência e telessaúde num só dispositivo. Há também uma plataforma de recolha de dados, que são acessíveis aos cuidadores. Em caso de medições fora do normal, são desencadeados de imediato os serviços de emergência; em caso de chamada, há pessoal especializado num centro de atendimento que consegue acionar os meios de socorro mais adequados.

O médico de família também pode ter acesso ao serviço. O objetivo da ANCS, aliás, é integrar o projeto 10 Mil Vidas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministros de 21 economias vão reunir-se em Macau

Poder de compra dos portugueses tem maior subida desde o ano 2000

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI. Fotografia: D.R.

FMI vai intrometer-se mais nas finanças dos membros

min

Pedro Marques: “Classe 2 pode ser bloqueio a viaturas mais eficientes”

Outros conteúdos GMG
ANCS: Telemóvel do idoso vai chegar ao Norte e Alentejo