transportes

Andar de comboio vai ficar mais caro em janeiro. Mas não em todas as linhas

Turistas a comprar bilhete na estação do Rossio. (Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )
Turistas a comprar bilhete na estação do Rossio. (Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

CP aumenta preços dos bilhetes para os comboios urbanos mas não mexe no preço dos passes. Viagem Lisboa-Porto vai custar o mesmo em 2019.

A CP já publicou as tarifas para 2019 e os utentes poderão contar com um aumento médio dos preços de 1,14%. Só que os efeitos serão sentidos sobretudo para quem compra bilhetes nos comboios urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra. Nos restantes serviços, as alterações são mínimas ou mesmo inexistentes, conforme é possível verificar através da página da empresa pública de comboios na Internet. Na Fertagus, o cenário é diferente: todos os bilhetes e assinaturas vão ficar mais caros a partir de 1 de janeiro.

Começamos pela CP. Nos comboios urbanos de Lisboa, apenas está previsto o aumento dos preços nos bilhetes de uma e de duas zonas, na ordem dos cinco cêntimos, e nos bilhetes combinados de um dia para usar o comboio e autocarro ou então o comboio, autocarro e metropolitano.

Nos comboios urbanos do Porto, há mais mexidas: esperam-se aumentos em praticamente todos os bilhetes por zonas, nas assinaturas semanais e também no passe combinado entre a CP e a STCP.

Nos comboios urbanos de Coimbra, os utentes poderão contar com bilhetes mais caros, em cinco cêntimos, se comprarem títulos para uma zona ou para cinco zonas. Não se esperam mais subidas no Mondego.

No longo curso, não se esperam mexidas no preço das viagens do Alfa Pendular e do Intercidades. Se apanhar um Alfa Pendular entre Lisboa e Porto, vai continuar a pagar, por um bilhete simples, 43,10 euros (classe conforto) ou 30,80 euros (classe turística); se optar pelo Intercidades, a viagem vai ficar por 36,50 euros (1.ª classe) ou 24,70 euros (2.ª classe).

Nos comboios regionais, é certo que não haverá qualquer alteração. “Os preços dos serviços Regional e Interregional não sofrerão alterações”, escreve a CP na nota de divulgação dos tarifários para 2019.

Fertagus aumenta passes e bilhetes

Quem utiliza o comboio para atravessar a Ponte 25 de Abril também poderá contar com aumentos a partir de 1 de janeiro. Mas na Fertagus, além de ser mais expressivo, o agravamento de preços tanto será aplicado aos bilhetes ocasionais como às assinaturas.

Nos bilhetes ocasionais, os utentes poderão contar com subidas de pelo menos cinco cêntimos, de acordo com os tarifários publicados pela transportadora. Por exemplo, o bilhete entre Lisboa e o Pragal vai subir de 1,95 para 2 euros.

Nas assinaturas, a subida de preço será mais sentida: o “passe” normal entre Lisboa e Pragal vai custar mais 85 cêntimos, dos 43,65 euros para 44,50 euros. Conforme a distância, o aumento será mais expressivo.

Para 2019, ficou definido um aumento médio do preço dos transportes públicos de 1,14%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E) e o Ministro das Finanças, Mário Centeno (D) no debate na generalidade do OE2020 (Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP).

Finanças confirmam encaixe de 30 milhões com aumentos da função pública

Lisboa, 01/10/2013 - Decorreu esta tarde na Fundação Champallimaud a Assembleia Geral da Zon Optimus 
Isabel dos Santos, accionista da Zon Optimus e Mário Silva, Zopt
(Diana Quintela/Global Imagens)

Administradores da NOS envolvidos no Luanda Leaks renunciam

Tchizé dos Santos,filha do ex-presidente da República angolano. (JOÃO RELVAS/LUSA)

Irmã de Isabel dos Santos desafia empresária a devolver 75 milhões a Angola

Andar de comboio vai ficar mais caro em janeiro. Mas não em todas as linhas