Antiepilético da BIAL já está nas farmácias dos EUA

O antiepilético da Bial já está à venda nas farmácias dos EUA. Trata-se do primeiro medicamento de patente e investigação portuguesa a ser colocado à venda nos EUA.

O medicamento, o APTIOM é vendido através da Sunovion Pharmaceuticals Inc., com a qual BIAL, no final de 2007, assinou um acordo de licença. Recorde-se que o fármaco foi aprovado pelo regulador norte-americano Food and Drug Administration (FDA) em novembro de 2013.

Para António Portela, CEO do grupo Bial, a entrada nos EUA, "um dos mercados mais exigentes e competitivos do mundo e que representa mais de 50% das vendas globais de medicamentos para a epilepsia, no valor de 2 mil milhões de dólares, reveste-se de enorme simbolismo para uma empresa como a BIAL, que tem na investigação e desenvolvimento uma das suas razões de existir".

Acrescenta ainda que este é "testemunho claro de que a aposta em investigação constitui uma condição importante para a sustentabilidade e para o futuro das empresas portuguesas e para a afirmação da nossa capacidade de produzir inovação e conhecimento".

O CEO do Grupo BIAL sublinha que as autoridades reguladoras norte-americanas, tais como as europeias, "detêm padrões de exigência extraordinariamente elevados".

O desenvolvimento deste medicamento para a epilepsia, que no continente europeu é comercializado desde 2009 sob a marca ZEBINIX( R ), envolveu 15 anos de investigação e um investimento superior a 300 milhões de euros.

O grupo Bial, continua a apostar na investigação e desenvolvimento de novos produtos, sendo que desde 2007 investiu mais de 350 milhões de euros em I&D. Dos quais se destacam a continuidade do programa de desenvolvimento clínico do acetato de eslicarbazepina na epilepsia e também a realização dos ensaios clínicos de fase III de um novo tratamento para a doença de Parkinson.

O grupo sublinha ainda que "a investigação de novas soluções terapêuticas continuará a ser um dos alicerces da expansão internacional do grupo Bial que prevê, até 2020, colocar no mercado outros novos medicamentos de investigação própria".

Os medicamentos Bial estão disponíveis em 53 países e as vendas nos mercados internacionais representam mais de 50% da faturação do grupo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de