António Costa assume alta velocidade para passageiros entre Évora e fronteira

Novo troço entre Évora e Elvas deverá ficar concluído até ao final de 2023 e permitirá comboios a circularem até 250 km/h. Ligação entre Lisboa e Madrid demorará cinco horas.

António Cosa assumiu, pela primeira vez, que a nova linha ferroviária de alta velocidade entre Évora e Elvas vai servir para transportar passageiros. O troço sobre carris está a ser construído ao abrigo do plano de investimentos Ferrovia 2020 mas até agora tem sido sobretudo assumida como uma ligação focada nas mercadorias. O tabu foi desfeito esta quinta-feira pelo líder do Governo português na conferência de imprensa após a 32.ª Cimeira Ibérica, em Trujillo.

"Estamos a desenvolver a ligação entre Lisboa e a fronteira para passageiros e mercadorias. Graças a isso, a região [espanhola] da Estremadura ficará numa posição estratégica e com ligação aos portos atlânticos, sobretudo o de Sines", destacou o primeiro-ministro português em resposta às questões da imprensa espanhola.

Quando a nova linha entre Évora e Elvas ficar concluída, no final de 2023, a viagem de comboio entre Lsiboa e Madrid deverá demorar cinco horas. O novo troço ferroviário permite velocidades máximas de 250 km/h, o patamar mínimo para ser considerada uma ligação de alta velocidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de