Aplicação para fronteiras é portuguesa e já fez 75 mil controlos

Portugueses da Present Technologies permitem que os inspetores do SEF verifiquem os documentos sem precisarem de mexer neles.

Os inspetores do SEF - Serviço de Estrangeiros e Fronteiras estão a utilizar uma aplicação portuguesa para fazer o controlo nos nove pontos de passagem autorizados com Espanha. Sediada em Coimbra e com delegações no Porto e na Sertã, a Present Technologies foi a empresa portuguesa escolhida para que os controlos sejam feitos com toda a segurança. Em ação há mais de um mês, a aplicação SEF Mobile já fez mais de 75 mil controlos.

"O SEF Mobile tornou-se uma ferramenta essencial para aumentar substancialmente a eficiência e segurança dos inspectores do SEF nos vários postos de fronteira terrestres do país. De uma forma simples e eficaz, permite ler e validar os dados de um conjunto variado de documentos de identificação, sem qualquer necessidade de manuseamento dos mesmos por parte dos inspetores", assinala Erica Santos, inspetora do SEF, citada em nota de imprensa divulgada esta quinta-feira.

O controlo das fronteiras terrestres com Espanha está a ser feito desde as 23h00 do dia 16 de março em nove pontos de passagem autorizada devido à pandemia de covid-19. O controlo fronteiriço será mantido pelo menos até à meia-noite de 15 de junho, "sem prejuízo de reavaliação a cada 10 dias e possível prorrogação", segundo a resolução publicada na quarta-feira em Diário da República.

Os pontos de fronteira em funcionamento são Valença-Tuy, Vila Verde da Raia-Verín, Quintanilha-San Vitero, Vilar Formoso-Fuentes de Oñoro, Termas de Monfortinho-Cilleros, Marvão-Valência de Alcântara, Caia-Badajoz, Vila Verde de Ficalho-Rosal de la Frontera e Castro Marim-Ayamonte.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de