resultados trimestrais

Apple lucra mais que Facebook, Google e Amazon juntas

Tim Cook | Apple
Tim Cook, CEO da Apple. Foto: REUTERS/Stephen Lam

Apple bateu recordes de receitas e lucros no melhor trimestre de junho de sempre e ficou mais próxima de ser a primeira empresa "um bilião" em bolsa

Aquele que era suposto ser um trimestre “chato” para a Apple, onde nada acontece porque os consumidores estão à espera dos novos iPhones, acabou por trazer um brinde para adoçar a boca do mercado: as vendas deram um salto de 17% e os lucros dispararam 32%. Foi o melhor trimestre de junho da história da empresa. A máquina de fazer dinheiro da Apple neste período levou a que a marca lucrasse mais que Facebook, Google e Amazon – juntas.

Com vendas de 53,3 mil milhões de dólares, acima do esperado pelo mercado, a fabricante de Cupertino encaixou lucros líquidos de 11,5 mil milhões. Ou seja, mais que o total de 10,7 mil milhões que Facebook (5,1), Google (3,1) e Amazon (2,5) lucraram em conjunto neste mesmo trimestre.

Os bons resultados não se deveram a um grande aumento das vendas do iPhone, que apenas cresceu 1% para 41,3 milhões de unidades, mas aos preços altos do iPhone X e de uma grande subida nos serviços e nos wearables.

Este é um trimestre normalmente estagnado, porque quem queria fazer upgrade para um dos novos modelos já o fez e os restantes estão à espera dos novos iPhones, que serão anunciados algures em setembro. O mercado global de smartphones está em contração – caiu 1,8% neste período – e os analistas acham pouco provável que se voltem a verificar grandes taxas de crescimento.

A grande diferença agora está no preço dos smartphones e a capacidade das marcas de cobrarem valores cada vez mais premium. É isto que justifica o “trimestre estelar” da empresa, como lhe chamou o CEO Tim Cook. O executivo disse que “o iPhone X foi novamente o modelo mais popular” entre os consumidores, o que explica que este segmento tenha subido apenas 1% em unidades mas 20% em receitas, para 29,9 mil milhões de dólares.

“Os clientes querem produtos inovadores”, disse Tim Cook, quando questionado sobre o que a Apple poderá fazer para manter esta galinha dos ovos de ouro que é a linha de iPhones. Sem revelar nada sobre os próximos lançamentos, o CEO afirmou que muitos consumidores têm chegado ao smartphone da marca através de outros gadgets, com destaque para o Apple Watch. O relógio inteligente cresceu mais de 40% neste trimestre e o segmento de wearables onde se insere, juntamente com os AirPods e os produtos Beats, disparou 60%, disse Cook.

A outra grande peça deste puzzle matemático é o crescimento exponencial dos serviços, tais como Apple Music, iTunes, App Store. Esta divisão subiu 31% para 9,5 mil milhões de dólares, sendo que o número de assinantes que pagam subscrições à Apple ou através da Apple atingiu 300 milhões.

Cook lembrou que a App Store fez dez anos em junho e disse que esta “excedeu as expectativas mais loucas” da empresa, tendo gerado o dobro das receitas da Google Play neste trimestre.

As notícias não foram tão boas no iPad e no Mac, que reduziram receitas em 5% cada, mas o desempenho destes segmentos de produto não afetou a euforia dos investidores. Depois de uma sessão tépida mas em terreno positivo, as ações da Apple subiram mais de 3,6% assim que os resultados foram anunciados, refletindo a ânsia dos investidores após uma semana difícil em relação aos títulos de tecnológicas.

Nem a notícia de que a Apple passou para terceiro no ranking mundial de smartphones, devido à subida da Huawei, pareceu ter impacto. A empresa, cuja saúde financeira se reflete numa pilha de dinheiro de mais de 240 mil milhões de dólares, subiu a capitalização bolsista para cerca de 990 mil milhões de dólares nas trocas fora de horas. Está mais que bem posicionada para se tornar na primeira empresa da história a atingir um bilião.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)

Portugal é campeão na venda de carros elétricos, mas falta rede de carregamento

Huawei | Google | Android

Smartphones Huawei vão ser atualizados, garante a marca

Fotografia: Pedro Rocha/ Global Imagens

Taxa turística já rende 30 milhões às câmaras. É uma subida de 56%

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Apple lucra mais que Facebook, Google e Amazon juntas