Competição

Apps for Good. Jovens finalistas aprendem a melhorar ‘pitch’ antes da final

A carregar player...

A final do programa Apps for Good está marcada para esta sexta-feira. Antes do Dia D, quatro equipas puderam treinar a apresentação e receber mentoria

O programa Apps for Good desafiou várias escolas nacionais a desenvolver aplicações que pudessem resolver problemas ligados aos 17 Objetivos para Desenvolvimento Sustentável.

As 22 equipas finalistas, com participantes dos 8 aos 18 anos, vão subir ao palco da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, para apresentar a sua aplicação. O pitch tem uma duração que desafia as capacidades de qualquer empreendedor, inclusive dos graúdos: têm apenas dois minutos para apresentar a ideia e convencer os jurados.

Por isso, quatro equipas rumaram à Galp, uma das empresas envolvidas no projeto, para testar as águas e melhorar o pitch. Com atenção ao tempo, as equipas as equipas ‘Color You’, ‘Johnny APRENDE’ ou ‘eCOa’ fizeram uma simulação da apresentação e ouviram quais os pontos que podem melhorar. A mentoria foi assegurada por profissionais da Galp, de áreas como o marketing, por exemplo, e também da Apps for Good.

Além de quebrar qualquer nervosismo antes da final, os mais novos perceberam quais as arestas que ainda podem limar. A ‘Color You’, equipa do Colégio Militar, desenvolveu uma aplicação para daltónicos, que permite rapidamente identificar cores e facilitar o quotidiano, foi aconselhada a melhorar o ‘ataque’ ao público-alvo.

Já a equipa da ‘eCoa’, uma aplicação que quer combinar o exercício físico com a recolha de lixo, vai trabalhar o próprio nome da app e a explicação da finalidade da aplicação. Os conselhos dos mentores são ouvidos com atenção e discutidos com os restantes participantes. Afinal, ainda há muito trabalho de casa até à grande final, que vai eleger as aplicações com maior potencial para mudar o mundo.

Trata-se da quinta edição do programa Apps for Good, que contou com a participação de 150 equipas, de vários pontos do país. As 22 equipas finalistas vão disputar dez prémios, como o Prémio Jovem Aluna.pt (patrocinado pelo .PT), o Prémio Tecnológico (patrocinado pela Fujitsu), o Prémio do Público e ainda o Prémio Cooler Planet (patrocinado pelo BNP Paribas), que vai distinguir as soluções que contribuam para a melhoria do ambiente.

A final deste programa, organizado em Portugal pelo CDI Portugal, contará com a presença de Isabel Alçada, Assessora para a Educação do Gabinete da Presidência da República, do Diretor-Geral da Educação, José Vítor Pedroso, do Administrador Executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, Guilherme d’Oliveira Martins e ainda de Natalie Moore do Apps for Good UK.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
President of the European Commission Ursula von der Leyen (L) and President of the European Council Charles Michel give a press conference during the second day of a special European Council summit in Brussels on February 21, 2020, held to discuss the next long-term budget of the European Union (EU). (Photo by kenzo tribouillard / AFP)

Conselho Europeu termina em Bruxelas sem acordo

Diretor-geral da fábrica da PSA Mangualde, José Maria Castro, fotografado na linha de montagem. (Fernando Fontes / Global Imagens )

Futuro da PSA Mangualde depende de apoio do Governo a projeto de 18 milhões

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, discursa durante o almoço-debate "Os Desafios da Ferrovia: Infraestrutura, Serviços e Indústria", organizado pelo International Club of Portugal num hotel de Lisboa, 21 de fevereiro de 2020. TIAGO PETINGA/LUSA

Prejuízo da TAP “não foi um desvio qualquer” e já devia ter tido lucro

Apps for Good. Jovens finalistas aprendem a melhorar ‘pitch’ antes da final