Tech

Aptoide: Loja portuguesa de aplicações chega aos quatro mil milhões de downloads

Paulo Trezentos e Álvaro Pinto, fundadores da Aptoide. Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens
Paulo Trezentos e Álvaro Pinto, fundadores da Aptoide. Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens

"A maior parte dos utilizadores são provenientes de mercados emergentes, representando estes países mais de 60% do total” de consumidores

É um novo marco para a terceira maior loja de aplicações do mundo: já foram realizados quatro mil milhões de downloads através da portuguesa Aptoide. A plataforma fundada por Álvaro Pinto e Paulo Trezentos conta com 200 milhões de utilizadores em todo o mundo e concorre diretamente com gigantes com a Apple e o Google.

A maior parte dos utilizadores são provenientes de mercados emergentes, representando estes países mais de 60% do total” de consumidores, adianta Álvaro Pinto, responsável operacional, em nota enviada às redações esta segunda-feira.

A loja portuguesa de aplicações é utilizada sobretudo em países como Brasil, Índia, México e Venezuela, graças à oferta de “métodos de pagamento alternativos ao cartão de crédito”.

Depois de ter alcançado receitas de 4 milhões de dólares (3,66 milhões de euros), a Aptoide espera duplicar este montante este ano para entre seis e sete milhões de euros. A confirmar-se, obterá lucros pela segunda vez desde que a empresa foi fundada, em 2011.

Ao longo deste ano, a Aptoide vai concluir a ronda de contratações iniciada no final de 2016 e que permitirá a equipa contar com mais de cem pessoas. Atualmente, a loja de aplicações dá emprego a 85 funcionários, de 15 nacionalidades.

Alguns dos membros da equipa estão a trabalhar num projeto para permitir utilizar a loja de aplicações através de realidade virtual. O desenvolvimento é complexo porque “há um interface diferente entre usar a aplicação num smartphone ou em realidade virtual. Esta é uma tecnologia emergente e onde não existem muitos padrões. Não há uma ou duas soluções para todos”, referiu Álvaro Pinto em entrevista ao Dinheiro Vivo, no início de maio.

A Aptoide começou em 2009 como um programa de verão na empresa Caixa Mágica e acabaria por constituir-se como empresa em setembro de 2011

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

2. Fazer pagamentos à frente do empregado

Consumo: seis em cada 10 portugueses paga as compras a prestações

Outros conteúdos GMG
Aptoide: Loja portuguesa de aplicações chega aos quatro mil milhões de downloads