Energia

ASM Industries fecha acordo de 4,5 milhões para reforçar ‘off shore’

Adelino Costa Marques, CEO da ASM Energia. Fotografia: Pedro Fonseca / GI
Adelino Costa Marques, CEO da ASM Energia. Fotografia: Pedro Fonseca / GI

A nova infraestrutura industrial compreende uma área total de cerca de 72.000 metros quadrados e envolve um investimento de 29 milhões de euros.

A ASM Industries, que se define como maior fabricante português de torres eólicas, anunciou esta segunda-feira que fechou um acordo de investimento no montante de 4,5 milhões de euros para acelerar o crescimento e a presença no setor ‘offshore’.

Trata-se de um investimento realizado por um investidor institucional e que equivale à aquisição de 15% da sua unidade industrial, ASM Offshore, refere a empresa em comunicado.

O presidente executivo da ASM Industries, Adelino Costa Matos, considerou que este investimento constituiu “um passo absolutamente fundamental” para a ASM Industries e para a ASM Offshore, a unidade industrial dedicada ao fabrico de torres eólicas e fundações ‘offshore’, isto é, vocacionada para a produção de equipamentos para a produção de energia renovável no mar.

E prosseguiu: “Esta participação financeira permite-nos manter o ritmo acelerado de crescimento sustentado e a consolidação da nossa presença no setor ‘offshore’, que já se destaca como o maior ‘player’ em Portugal, mas ambicionando ser um dos maiores da Europa”.

A nova unidade industrial da ASM Offshore situada no porto de Aveiro entrará em funcionamento em março de 2019, sendo que o reforço financeiro vai permitir o cumprimento das metas estratégicas da ASM Industries, que quer chegar aos 50 milhões de euros de faturação em 2020.

A nova unidade de produção ‘offshore’ permitirá criar 150 postos de trabalho no Porto de Aveiro.

Desde 2014 que a empresa tem crescido a uma média de 20% ao ano, sendo que espera registar um crescimento de 100% no final deste ano.

Em comunicado, o gestor referiu ainda que estão a criar em Portugal “um grupo de metalomecânica de referência de nível mundial, no setor das energias renováveis e ‘offshore'”, um mercado que apresenta “um elevado crescimento e potencial futuro”.

“Queremos competir de igual para igual com grandes empresas internacionais da área e exportar de Portugal para toda a Europa e América”, salientou o gestor, realçando também que “esta será provavelmente uma das maiores metalomecânicas em Portugal e a mais pesada, com capacidade de fabricar em série peças isoladas de 450 toneladas, nomeadamente torres e fundações eólicas ‘offshore'”.

A nova infraestrutura industrial compreende uma área total de cerca de 72.000 metros quadrados (m2) e situar-se-á na Zona de Atividades Logísticas e Industriais do Porto de Aveiro (ZALI), envolvendo um investimento de 29 milhões de euros.

A ASM Industries é uma sub-holding do grupo A. Silva Matos, uma estrutura empresarial familiar, que é constituída pelas empresas ASM Energia, ASM Offshore e ASM Marine.

Atualmente, o grupo ASM é formado por mais de 20 empresas localizadas em vários países, que empregam cerca de 450 colaboradores e faturam aproximadamente 50 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
precários jovens licenciados

Jovens, precários e licenciados pagam ajustamento laboral da pandemia

Uma funcionária transporta máscaras de proteção individual na fábrica de confeções Petratex, em Carvalhosa, Paços de Ferreira, 27 de abril de 2020. HUGO DELGADO/LUSA

Mais de 60% dos “ausentes” do trabalho são mulheres

Obras da IP vão acabar com todas as passagens de nível entre Espinho e Vila Nova de Gaia. Exemplo da passagem de nível da Aguda. (Tony Dias/Global Imagens)

Obras na linha do Norte atrasam comboios a partir de 30 de agosto

ASM Industries fecha acordo de 4,5 milhões para reforçar ‘off shore’