Associação Mutualista Montepio

Associados da Mutualista Montepio votam hoje contas de 2018

Tomás Correia, (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens
Tomás Correia, (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

A Associação Mutualista Montepio Geral, que conta com mais de 600 mil associados, é o topo do grupo Montepio.

Os associados da Associação Mutualista Montepio Geral reúnem-se hoje, em Lisboa, para debater e votar as contas consolidadas de 2018, ano em que os lucros caíram para um milhão de euros.

Em 2017, a mutualista tinha tido lucros de 831 milhões de euros de 2017 graças ao reconhecimento de créditos fiscais por ativos por impostos diferidos, recuperando face aos prejuízos de 151 milhões de euros de 2016.

Segundo as contas consolidadas de 2018, ainda nesse ano, os capitais próprios foram de 260 milhões de euros, abaixo dos 570 milhões de euros de 2017. Em 2016 os capitais próprios tinham sido negativos em 251 milhões de euros.

Além da deliberação sobre as contas consolidadas de 2018, os associados deliberam e votam o parecer do conselho fiscal. No final de 2018, a Mutualista Montepio tinha 612.607 associados, menos quase 13 mil do que em 2017.

No relatório e contas é dito que a evolução do número de associados foi influenciada por vencimentos de séries da modalidade Montepio Capital Certo, a partir de abril de 2018, e pelas alterações nas condições das novas séries da modalidade Montepio Capital Certo.

A assembleia-geral está marcada para as 20:00 na Aula Magna, mas uma vez que para se iniciar a essa hora tem de ter pelo menos metade dos associados presentes, o que não deverá acontecer, arranca efetivamente às 21:00 horas (hora de Lisboa).

A Associação Mutualista Montepio Geral, que conta com mais de 600 mil associados, é o topo do grupo Montepio e tem como principal empresa subsidiária a Caixa Económica Montepio Geral, que desenvolve o negócio bancário.

É atualmente presidida por Tomás Correia, condenado pelo Banco de Portugal a pagar 1,25 milhões de euros. A avaliação da idoneidade de Tomás Correia está a ser avaliada pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(PAULO CUNHA/LUSA)

Costa espera ser primeiro-ministro 12 anos e dar início à regionalização

O novo primeiro-ministro, António Costa. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

OE2020: Costa anuncia reforço de incentivos ao arrendamento acessível

Alexandra Leitão, ministra da Administração Pública. Fotografia: António Pedro Santos/Lusa

Funcionários mais antigos podem perder dias de férias com baixas prolongadas

Outros conteúdos GMG
Associados da Mutualista Montepio votam hoje contas de 2018