Tecnologia

Ataque ao Facebook deixa 50 milhões de contas expostas

Facebook, falha técnica
REUTERS/Charles Platiau

O Facebook anunciou que sofreu um ataque, que terá deixado expostos os dados de 50 milhões de utilizadores da rede social.

Terá sido explorada uma vulnerabilidade no código da rede social de Mark Zuckerberg, que permitiu que hackers acedessem aos dados de login de pessoas e outras informações privadas dos utilizadores.

A vulnerabilidade estaria ligada à funcionalidade de ‘ver como’, que permite ao utilizador visualizar como é que o seu perfil surge na rede social de outros utilizadores. Ao explorar esta vulnerabilidade, os hackers terão conseguido roubar as informações de acesso.

A empresa explicou que encontrou a vulnerabilidade nesta terça-feira e que já terá começado uma investigação. Entretanto, o Facebook já terá também desenvolvido um ‘patch’ de segurança para resolver esta vulnerabilidade.

Hoje também foi necessário fazer reset a 50 milhões de contas, diz o Facebook, que também pediu a outros 40 milhões de utilizadores para introduzirem novamente os seus dados na rede social. Assim sendo, há pelo menos 90 milhões de utilizadores que já terão notado alguns diferenças no comportamento habitual do Facebook.

A rede social indica também que não sabe quem são os autores deste ataque, dado a fase inicial da investigação. Além disso, também ainda não terá conseguido avaliar a dimensão total do ataque ou as implicações que poderão surgir.

Meios como a Business Insider ou o The New York Times, que tiveram uma chamada de vídeo com Guy Rosen, VP Product Management do Facebook, para saber mais detalhes sobre o ataque, citam que “não há evidência de que as mensagens privadas dos utilizadores estejam comprometidas”. Ainda assim, Rosen indica também de que esta questão “poderá mudar”, enquanto a investigação continua.

A empresa de Zuckerberg continua debaixo de fogo: este ano esteve também envolvida no caso Cambridge Analytica, que revelou que a rede social terá facultado acesso a dados de utilizadores, que mais tarde terão sido utilizados para ter algum tipo de influência nas eleições presidenciais norte-americanas, em 2016.

Resta agora saber quando é que o Facebook dará mais dados sobre este ataque. Em reação à notícia do ataque, as ações do Facebook já estão em queda.

O Facebook conta com dois mil milhões de utilizadores – apenas na rede social. O número aumenta quando se olha para os restantes produtos do grupo, onde se inclui também o WhatsApp ou o Instagram.

Veja mais sobre tecnologia em insider.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O primeiro-ministro, António Costa (E), ladeado pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira (D), durante o debate parlamentar que antecede a votação do texto final apresentado pela Comissão de Orçamento e Finanças que aprova o Orçamento Suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 03 de julho de 2020. O parlamento deverá aprovar hoje, em votação final global, a proposta de orçamento suplementar, que se destina a responder às consequências económicas e sociais provocadas pela pandemia de covid-19. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Aprovado o Orçamento Suplementar apenas com o voto a favor do PS

A deputada do CDS-PP Cecília Meireles durante o debate na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2020 . (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Deputados mantêm suspensão da devolução de manuais escolares

Ataque ao Facebook deixa 50 milhões de contas expostas