media

Audiências de TV. CAEM lança concurso público para novo prestador

2. Televisão

Concurso chegou a ter lançamento previsto durante o primeiro trimestre. O caderno de encargos já foi entregue a 4 potenciais candidatos

A Comissão de Análise de Estudo dos Meios (CAEM) lançou um concurso público internacional para encontrar um novo prestador de medição de televisão. A futura empresa deverá começar a prestar os serviços a parte de janeiro de 2021, durante cinco anos.

O lançamento do concurso chegou a estar previsto para no primeiro trimestre deste ano, mas só agora arrancou. “O Caderno de Encargos da Consulta foi já entregue aos quatro concorrentes, GfK, Marktest, Nielsen e Kantar Media”, informa a CAEM em comunicado.

“A consulta visa selecionar a empresa que irá assegurar o fornecimento do serviço de medição de audiências de televisão, a partir de 1 de janeiro de 2021, por um período de (5) cinco anos”, diz a CAEM.

Com esta decisão, a CAEM (que reúne representantes dos media, anunciantes e agências de meios) pretende assegurar “um Estudo de Audimetria de Televisão ajustado à realidade tecnológica deste meio e ao contexto audiovisual, crescentemente digital”.

Desde março de 2012 que é a GfK que assegura a medição de audiências no mercado nacional, contrato que foi prolongado até o final de 2020. O sistema já estava desatualizado.

“Estes audímetros estão obsoletos. Têm de ser substituídos. Em algum momento vamos ter de chegar a acordo em lançar o concurso. É preciso alterar audímetros, atualizar o painel”, dizia Manuela Botelho, secretária-geral da Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN), em entrevista ao Dinheiro Vivo.

A televisão é um dos meios onde os anunciantes mais investem. Até março, só nos canais privados generalistas, SIC e e TVI, receberam mais de 40,7 milhões de euros de investimento.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Audiências de TV. CAEM lança concurso público para novo prestador