mercadorias

Aumento dos combustíveis é a mudança que tira mais o sono aos camionistas

Fotografia: Fernando Fontes / Global Imagens
Fotografia: Fernando Fontes / Global Imagens

Quase três quartos dos inquiridos (73%) dorme mal ou tem insónias ao pensar num cenário de aumento do preço dos combustíveis.

Cada vez que aumenta o preço dos combustíveis, os camionistas perdem o sono. Esta é a mudança que mais condiciona os motoristas dos camiões, segundo um barómetro sobre o transporte rodoviário de mercadorias elaborado pela ANTRAM, associação que junta as empresas de transporte de mercadorias, em parceria com a Transportes em Revista e a consultora Grounded divulgado esta segunda-feira.

Quase três quartos dos inquiridos (73%) dorme mal ou tem insónias ao pensar num cenário de aumento do preço dos combustíveis. A incerteza fiscal tira o sono a 71% dos trabalhadores desta área e as subidas de impostos prejudicam o descanso de 67% dos camionistas. A possibilidade de haver leis mais restritivas afeta sobretudo os trabalhadores mais novos – entre 26 e 34 anos – e os mais seniores, com mais de 65 anos.

As mulheres e os trabalhadores sem grau universitário também são os mais afetados pelas diferentes alterações do mercado, refere também o estudo. Em sentido contrário, os inquiridos dos distritos de Lisboa e do Porto são os mais positivos em relação ao desenvolvimento da economia.

O estudo elaborado pela ANTRAM foi realizado durante o mês de setembro junto de 15 000 pessoas que trabalham no sector do transporte rodoviário de mercadorias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
min

Pedro Marques: “Classe 2 pode ser bloqueio a viaturas mais eficientes”

António Cotrim/ LUSA

Desafios do Eurogrupo são “grandes na substância e na forma”

Centro de Telecomando das Centrais Hidroelétricas, na área Metropolitana do Porto. 
Sala do Centro de Telecomando das Centrais Hidroelétricas.
( José Carmo / Global Imagens )

EDP gere cheias e seca nesta sala secreta

Outros conteúdos GMG
Aumento dos combustíveis é a mudança que tira mais o sono aos camionistas