Dinheiro Vivo TV

Autocarro sem condutor de Cascais começa a funcionar até final de junho

A carregar player...

Depois de circular no complexo autárquico da Adroana, este autocarro poderá começar a funcionar na zona de São João do Estoril.

Cascais vai ser o primeiro concelho português a testar um autocarro sem condutor. O veículo autónomo vai começar a circular até ao final de junho, anunciou o presidente da câmara, Carlos Carreiras, esta sexta-feira, num evento à margem da conferência World Shopper Iberian, que decorre no Centro de Congressos do Estoril. Se tudo correr bem, este autocarro poderá começar a funcionar na zona de São João do Estoril.

“Dentro em breve estaremos em testes com um veículo português. Vamos ter em Cascais essa possibilidade de experimentar. Tem nível de autonomia 5, com possibilidade de entrar muito brevemente em teste num espaço controlado pelo município. […] Até ao final do mês poderemos testar este veículo”, adiantou Carlos Carreiras enquanto experimentava o Navya, veículo de demonstração 100% autónomo francês que estará no Estoril até domingo.

O autocarro autónomo será semelhante ao Viriato, o veículo autónomo que começará a circular na cidade de Viseu no início de 2019. Este autocarro, apurou o Dinheiro Vivo, resulta de uma parceria entre a Siemens e a Tula, empresa de Coimbra que detém a tecnologia e os direitos de comercialização do Move, o meio de transporte inovador de circulação de pessoas baseado num veículo elétrico sem condutor e controlado pelo computador.

Adroana será o palco de testes deste veículo. Este é um complexo municipal multiserviços, que permite fazer a circulação entre os vários edifícios, como se se estivesse a fazer o normal transporte dos funcionários, mas sem utilização das vias públicas, que exigiriam outras licenças, conforme já tinha adiantado, em meados de março, o vice-presidente da câmara, Miguel Pinto Luz, ao Dinheiro Vivo.

Na segunda fase, se os testes correrem bem, o autocarro autónomo irá circular entre a estação e o centro de saúde de São João do Estoril. Como irá circular em estrada aberta, este serviço depende da autorização do Instituto da Mobilidade dos Transportes.

Ainda poderá haver o serviço que liga as praias de Cascais, entre São João do Estoril e Carcavelos, conforme referiu Miguel Pinto Luz na mesma entrevista.

A vila cascalense tem-se esforçado por colocar Cascais entre as ‘cidades inteligentes’ mais avançadas da Europa. Miguel Pinto de Luz esteve, por exemplo, em janeiro, o autarca foi à CES, a maior feira de tecnologia do mundo, e, em meados de março, à MIPIM, em Cannes, onde se reuniram os maiores players do setor imobiliário, para falar de urbanismo e desenvolvimento sustentável.

O novo autocarro surge dentro do Mobi Cascais, o sistema de mobilidade integrada que a Vila introduziu no verão de 2016. O projeto já promove a utilização de bicicletas, e criou 1280 lugares de estacionamento gratuito; agora a tecnologia inteligente vai dar novo salto, equiparando o município a uma qualquer grande cidade norte-americana.

A demonstração do autocarro autónomo foi feita no âmbito da conferência World Shopper Iberian, que decorre no Centro de Congressos do Estoril esta sexta-feira e sábado e que junta um total de 1300 pessoas, adiantou Ricardo Oliveira, líder desta organização.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
Autocarro sem condutor de Cascais começa a funcionar até final de junho