Imobiliário

Avaliação bancária das casas em máximos de sete anos

Cidade da Horta,ilha do Faial. D.R.
Cidade da Horta,ilha do Faial. D.R.

É um máximo desde a chegada da troika. O preço do metro quadrado atingiu em fevereiro o valor mais alto da série iniciada em janeiro de 2011

Os bancos avaliaram as casas em 1160 euros por metro quadrado em fevereiro desde ano, no âmbito da concessão de crédito para a habitação. Este valor representa um novo máximo desde janeiro de 2011, altura em que se inicia a série apurada pelo gabinete de estatísticas nacional (INE).

De acordo com o Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação, o valor apurado pelos bancos subiu sete euros entre janeiro e fevereiro, uma subida mensal de 0,6%, e um aumento de 4,6% se a referência for fevereiro de 2017. Há um ano, o preço do metro quadrado estava nos 1109 euros.

O valor médio da avaliação dos apartamentos ascende já a 1213 euros por metro quadrado, enquanto as moradias estão nos 1069 euros por metro quadrado. Em comparação com o ano passado, o valor dos apartamentos subiu 5,2% e das moradias aumentaram 3,4%. O Norte registou a maior subida do último ano (+6,1%) enquanto o alentejo registou a menor variação (2,8%).

Face a janeiro, é nos Açores (+1,4%) e em Lisboa (+1,3%) que se assistem às maiores subidas dos preços. As únicas descidas nos valores atribuídos pelos bancos às casas verificaram-se na região autónoma da Madeira, onde a quebra foi de 0,6% e no centro do país (-0,4%).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Diretor-geral da fábrica da PSA Mangualde, José Maria Castro, fotografado na linha de montagem. (Fernando Fontes / Global Imagens )

Futuro da PSA Mangualde depende de apoio do Governo a projeto de 18 milhões

O presidente do Conselho de Administração e Administrador-Delegado do Grupo Jerónimo Martins, Pedro Soares dos Santos. Inácio Rosa / Lusa

“Continuo muito cético”, diz Soares dos Santos em relação à economia portuguesa

Hebe

Jerónimo Martins expande marca Hebe para Eslováquia e República Checa

Avaliação bancária das casas em máximos de sete anos