Banco de Portugal aplica nova coima a Ricardo Salgado

Expresso avança que Banco de Portugal fechou nova contraordenação sobre o caso BES. E que Ricardo Salgado sofre coima de quatro milhões.

O Banco de Portugal aplicou uma nova coima a Ricardo Salgado, antigo homem forte do BES. Segundo avança o Expresso, a mais recente condenação do Banco de Portugal ligada ao Banco Espírito Santo, surge no âmbito do processo sobre o veículo suíço Eurofin e a operações que lesaram a instituição financeira.

A Ricardo Salgado, antigo CEO do BES, foi aplicada uma coima de quatro milhões de euros. Mas não se ficam por aqui. Amílcar Morais Pires foi condenado a uma coima de 3,5 milhões e José Manuel Espírito Santo de 1,25 milhões. Os visados podem contestar a decisão na justiça.

O jornal adianta que Ricardo Salgado foi condenado a uma coima única de quatro milhões de euros, o mesmo montante com que tinha sido condenado no primeiro processo, do papel comercial. Uma decisão que foi tomada pelo conselho de administração do Banco de Portugal no passado dia 8 de setembro de 2020.

O Expresso indica ainda que a antiga diretora financeira do BES, Isabel Almeida, também era arguida neste processo, mas, quanto a isso, a autoridade bancária decidiu-se pelo arquivamento.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de