Aplicações

Bayer tem 50 mil euros para startups na área da saúde

Inscrições até 31 de maio de 2016
Inscrições até 31 de maio de 2016

A Bayer abriu as inscrições para o Grants4Apps Accelerator (G4A), programa de inovação de 50 mil euros de apoio financeiro a empresas recém-criadas.

Destinado a startups e a empreendedores de todo o mundo, o programa destina-se a projetos que apresentem soluções tecnológicas que tragam reais benefícios aos profissionais de saúde e aos doentes.

As inscrições podem ser enviadas até 31 de maio de 2016. Em junho, um painel de jurados irá selecionar as cinco ideias de negócio com maior potencial.

Os vencedores do programa avançam depois para a fase do Accelerator Grants4Apps no campus da Bayer, em Berlim, onde, durante três meses e meio, entre agosto e dezembro de 2016, receberão orientação intensiva de coaches da Bayer e de empresários externos.

Segundo a Bayer, as candidaturas devem ter como foco projetos relacionados com as áreas de tratamento da farmacêutica: saúde da mulher, cardiologia, oftalmologia, hematologia, oncologia e radiologia.

Para submeter a candidatura e para saber mais informações sobre a iniciativa Grants4Apps visite o site: grants4apps.com/accelerator/

Um total de 215 startups de 48 países respondeu ao apelo no ano passado. Na edição anterior, a Europa e a América Latina, em particular, foram fortemente representados, mas a Bayer recebeu igualmente inúmeras entradas da Ásia e, especialmente, da China.

Em 2014 uma startup portuguesa – PharmAssistant, ganhou uma bolsa Internacional da Bayer o que permitiu que os gestores da PharmAssistant fossem viver para Berlim durante 4/5 meses para acelerar o seu projeto. A PharmAssistant está a desenvolver o Smart Pill Container, um recipiente de comprimidos inteligente ligado a um smartphone que emite um sinal sonoro quando está na hora da toma de um medicamento.

A PharmAssistant mudou de cara, de nome – agora chama-se Line Health – e adaptou o produto que vai ser testado no mercado norte-americano em 2016. A nova solução Line Health vai acompanhar doentes que sofreram um ataque cardíaco, com o objetivo de acompanhar a sua recuperação. À caixa inteligente criada juntaram-se novas funcionalidades.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Regresso ao trabalho - ilustração

O mundo do trabalho mudou. A saúde é agora lei

José Theotónio, CEO do Grupo Pestana.
(Diana Quintela / Global Imagens)

José Theotónio: “Haverá voos mas não virão logo com turistas para o Algarve”

Fotografia: D.R.

Teletrabalho continua obrigatório para grupos de risco e pais sem escola

Bayer tem 50 mil euros para startups na área da saúde