BBVA. Lucros crescem 11,8% para 1.340 milhões no primeiro trimestre de 2018

Lucro obtido entre janeiro e março "é o maior resultado trimestral dos últimos três anos" para o banco espanhol.

O BBVA registou um lucro líquido de 1.340 milhões de euros no primeiro trimestre de 2018, mais 11,8% do que no ano anterior, devido ao bom desempenho das receitas correntes, anunciou hoje a entidade.

Num comunicado enviado à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV), o BBVA adiantou que o lucro obtido entre janeiro e março "é o maior resultado trimestral dos últimos três anos".

Na mesma nota, a entidade bancária adianta que em termos homólogos cresceu em todas as áreas geográficas em que o grupo opera.

De acordo com as contas do BBVA, o México continua a ser a área onde o banco ganha mais dinheiro, 571 milhões de euros, 12,5% mais, enquanto em Espanha a subida foi de 410 milhões.

O BBVA adiantou que no setor imobiliário registou uma redução significativa nas perdas, 27 milhões, em comparação com 106 milhões do ano anterior.

No que diz respeito às restantes áreas geográficas, o BBVA teve um lucro de 195 milhões nos EUA, 201 milhões na Turquia e 210 milhões na América do Sul.

O BBVA explicou que as informações do balanço patrimonial e da atividade da entidade incluem as novas categorias da nova norma internacional de contabilidade (IFRS), que entrou em vigor a 01 de janeiro.

Segundo a entidade, no primeiro trimestre do ano, os empréstimos e adiantamentos aos clientes diminuíram 11,6%, para os 381.683 milhões, enquanto os depósitos de clientes desceram 9,6%, para 360.213 milhões.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de