Plano Juncker

Laboratório português é o primeiro a receber 20 milhões

Jean-Claude Juncker. Fotografia: REUTERS / François Lenoir
Jean-Claude Juncker. Fotografia: REUTERS / François Lenoir

Este é o primeiro empréstimo a uma empresa portuguesa com o apoio do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), pilar do Plano Juncker

20 milhões de euros é o valor do primeiro empréstimo direto do Banco Europeu de Investimento (BEI) a uma empresa portuguesa de média capitalização no âmbito do Plano de Investimento para a Europa. Desta forma, o BEI vai conceder um empréstimo de 20 milhões aos Laboratórios Basi – Indústria Farmacêutica para financiar o desenvolvimento de uma nova unidade de produção para o fabrico de produtos de uso medicinal, no município de Mortágua, distrito de Viseu.

Trata-se assim do primeiro empréstimo direto que o BEI concede a uma empresa portuguesa de média capitalização com o apoio do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), pilar central do Plano de Investimento para a Europa, conhecido como Plano Juncker.

A empresa Laboratórios Basi dedica-se ao desenvolvimento, fabrico e comercialização de medicamentos e outros produtos farmacêuticos, sendo que este empréstimo do BEI irá contribuir para a construção de uma nova unidade, que aumentará a capacidade de produção da empresa. Estima-se que o investimento financiado pelo BEI contribuirá para a criação de 109 novos postos de trabalho no distrito de Viseu.

Este contrato é o primeiro assinado em Portugal no âmbito do programa de empréstimos do BEI a empresas mid-cap em Portugal e Espanha, uma plataforma que visa apoiar o crescimento económico e o emprego, ao proporcionar financiamento em condições vantajosas a empresas de média dimensão.

Segundo Carlos Moedas, Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, “as operações aprovadas até à data em Portugal ao abrigo do Plano Juncker já ultrapassaram os 1.200 milhões de euros, devendo mobilizar cerca de 4.000 milhões de investimentos que irão dinamizar a economia. Esta operação mostra como o financiamento da UE apoia empresas inovadoras em Portugal, cria emprego e melhora a saúde pública”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

(João Silva/ Global Imagens)

Papel higiénico, conservas:em 2 semanas, portugueses gastam 585 milhões no super

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Laboratório português é o primeiro a receber 20 milhões