MIPIM

Belgas lançam projeto imobiliário para o Porto em Cannes

Foto: Pedro Granadeiro/Global Imagens
Foto: Pedro Granadeiro/Global Imagens

A Krest Real Estate Investments, promotora imobiliária belga, vai apresentar pela primeira vez o projeto para um terreno em Campanhã, muito perto da estação de comboio, na MIPIM, a maior feira mundial do setor, que se realiza entre 10 e 13 de março, em Cannes, França.

A belga Krest quer desenvolver em Campanhã um empreendimento de uso misto, que, defende, irá “favorecer o reposicionamento ativo desta zona” do Porto, transformando-a num “laboratório urbano na vanguarda do que se vier a fazer na cidade do Porto”, diz em comunicado.

A empresa liderada por Claude Kandiyoti vai também mostrar em Cannes os projetos que tem neste momento a decorrer em Lisboa, como o Jardim Miraflores, o Hotel Moxy Lisboa Oriente e a K-Tower Lisbon Business Center.

Para Claude Kandiyoti, “o MIPIM é um encontro à escala global onde os principais atores do real estate trocam ideias e podem apresentar os seus projetos” e é também “a janela global para as cidades apresentarem sua atratividade”.

Miraflores em bom ritmo
A comercialização do empreendimento Jardim Miraflores prossegue a bom ritmo. O projeto imobiliário da Krest contempla 119 apartamentos, distribuídos em três edifícios, um deles uma torre com 15 andares. Segundo a empresa, o edifício Villa Iris está 100% reservado, enquanto o Lotus Living está a 80% e a Torre Girassol conta com 47% de reservas.

Segundo a Krest, 75% dos compradores são portugueses. Os estrangeiros representam cerca de 25% das vendas, sendo maioritariamente brasileiros, chineses e angolanos, mas também se regista franceses, holandeses, espanhóis e moçambicanos.

O Jardim Miraflores representa um investimento de 55 milhões de euros é o primeiro produto residencial desenvolvido pela promotora belga em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Algarve, Portugal. Fotografia: D.R.

Algarve lança campanha. “Fiquem em casa para regressarem com mais saudade”

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Belgas lançam projeto imobiliário para o Porto em Cannes