mobilidade

Bicicletas partilhadas de Lisboa com viagens grátis até final de setembro

(Leonardo Negrão / Global Imagens)
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Câmara de Lisboa quer que mais pessoas possam experimentar sistema Gira nos próximos meses. Serão abertas mais oito estações no início de junho.

A Câmara de Lisboa decidiu alargar as viagens grátis nas bicicletas partilhadas da cidade até final de setembro. Esta é a segunda vez que o vereador da Mobilidade, Miguel Gaspar, decide estender o período de testes do sistema Gira, que arrancou em meados de 2017 e que já conta com mais de 60 estações.

“O sistema Gira ainda está em crescimento e a chegar a novas zonas da cidade. Ao alargar o período experimental, queremos dar a oportunidade a mais pessoas para testarem estas bicicletas”, assinala fonte oficial do vereador da Mobilidade ao Dinheiro Vivo.

As viagens grátis no sistema Gira deveriam ter terminado em 31 de março, mas a câmara decidiu, no final desse mês, alargar o período de testes até 31 de maio. Agora, o período de testes é alargado por mais quatro meses. Esta oferta serve para o período inicial de cada viagem, ou seja, os primeiros 45 minutos, nas bicicletas com ou sem assistência elétrica.

Prevê-se que a rede de bicicletas partilhadas, quando estiver concluída, conte com 140 estações e 1.410 bicicletas. Das 140 estações, 92 ficarão localizadas no planalto central da cidade, 27 na baixa e frente ribeirinha, 15 no Parque das Nações e seis no eixo entre as avenidas Fontes Pereira de Melo e da Liberdade.

Leia aqui: Usar carro partilhado dá dedução no IRS de 2019. Mas só se for elétrico

Nas próximas semanas, no entanto, apenas metade da rede deverá estar disponível. No início de junho está prevista a abertura de mais oito estações: na zona Norte do Parque das Nações, em Telheiras, no Campo Grande e no Areeiro (junto ao IST – Instituto Superior Técnico), detalha a mesma fonte.

Esta semana, entretanto, foram inauguradas mais nove estações e acrescentadas 90 bicicletas, todas na zona ribeirinha, conforme anunciou o presidente da Câmara, Fernando Medina, numa publicação na rede social Twitter.

Segundo a Câmara, mais de 8000 pessoas já compraram os passes anuais do sistema Gira, que custam 25 euros; diariamente, são realizadas mais de 3000 viagens nestas bicicletas. Existe ainda um passe mensal, por 15 euros, e um passe diário, com valor promocional de dois euros.

Quando terminar o período experimental, serão cobrados 10 cêntimos pelo primeiro período de 45 minutos para utilizar bicicleta sem assistência elétrica e 20 cêntimos, pelo mesmo período, para a utilização de bicicletas com assistência elétrica. No segundo período de utilização é cobrado um euro; nas viagens superiores a 90 minutos pagam-se dois euros por cada período adicional de 45 minutos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

António Costa Silva
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Costa Silva defende retoma da alta velocidade e novo aeroporto

Bicicletas partilhadas de Lisboa com viagens grátis até final de setembro