BMW e Daimler querem juntar DriveNow, Car2Go e Mytaxi

O negócio servirá, sobretudo, para ganhar escala global de forma mais rápida e partilhar infraestruturas.

Há mais de um ano que se fala numa possível relação entre a DriveNow e a Car2Go, as empresas de partilha de automóveis dos grupos BMW (a 50%) e Daimler (a 100%). O início do namoro foi oficializado esta quarta-feira e o casamento, se for aprovado pelas autoridades, vai gerar uma das mais empresas mundiais da área da mobilidade e irá competir com a Uber e a Didi.

Além da partilha de carros, a parceria inclui as aplicações de transporte de passageiros (como a Mytaxi), estacionamento e a rede de postos de carregamento, de acordo com o comunicado conjunto divulgado esta quarta-feira.

A BMW e a dona da Mercedes, cada uma, vão ficar com metade da nova empresa que irá agregar os serviços de mobilidade das duas empresas. As marcas alemãs dizem, ainda assim, que vão continuar a concorrer nos respetivos mercados. O negócio servirá, sobretudo, para ganhar escala global de forma mais rápida e partilhar infraestruturas.

Se o negócio for aprovado, em vez de a DriveNow e a Car2Go estarem em aplicações separadas, poderão estar reunidas num só local, mas com oferta diferenciada conforme a empresa.

Em Portugal, a DriveNow funciona desde dezembro de 2017 e partilha mais de 200 carros a combustão e elétricos da BMW e Mini. A Mytaxi está em Portugal desde dezembro de 2015 e é a maior aplicação a ligar taxistas a clientes a nível nacional. A Car2Go está disponível para entrar no mercado português mas está em negociações com a Câmara de Lisboa por causa das regras de estacionamento, admitiu a empresa em entrevista ao Dinheiro Vivo durante a Web Summit.

Juntos, os serviços de mobilidade da BMW e da Mercedes valem mais de mil milhões de euros, conta com quatro milhões de clientes e 20 mil carros.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de