indústria automóvel

BMW Portugal vai chamar quase 2400 carros à revisão

BMW-LOGO-5791088ac1d2d6d97f8d39de0915f69c68bdf589

A BMW vai chamar à revisão em Portugal. Podem estar em risco os motores de 4 e 6 cilindros dos modelos série 3, 4, 5, 6, 7, X3, X4, X5 e X6.

Esta terça-feira, a BMW informou que pretende chamar à revisão 324 mil carros na Europa por elevado risco de incêndio numa avaria nos motores a diesel de 4 e 6 cilindros. Em Portugal, serão chamados à revisão 2.359 veículos BMW, segundo fonte do grupo automóvel confirmou à agência Lusa. O problema foi identificado na Coreia do Sul nos modelos BMW séries 3, 4, 5, 6, 7, X3, X4, X5 e X6.

Este processo não representará nenhum custo para os clientes e o processo deverá demorar entre uma a três horas, adianta a Lusa.

“Estamos a preparar, durante esta semana, toda a documentação para distribuir pela rede concessionária. Os clientes afetados pela ação de chamada vão ser contactados posteriormente pelo respetivo concessionário BMW”, revela o diretor de comunicação da BMW Portugal, João Trincheiras ao Dinheiro Vivo.”Temos que garantir que os concessionários sabem o que fazer nos carros. Temos que fazer um manual de reparação”. João Trincheiras acredita que em Portugal o número de veículos afetados poderá ser significativo, porque os motores diesel de 4 cilindros são dos mais vendidos no país.

“Quando o líquido [glicol] entra em contacto com sedimentos de carbono e óleos, pode tornar-se combustível com as altas temperaturas dos gases de escape. Pode causar derretimento do coletor de admissão e, em casos extremos, originar fogo”, explica João Trincheiras.”Este tipo de ação de chamada é relativamente frequente, não é exclusivo da BMW. Quando a marca deteta que há situações para corrigir. A maior parte são coisas simples que não trazem qualquer risco para o cliente. Neste caso poderá haver maior risco”, alerta.

As ações de chamada às oficinas das concessionárias não têm qualquer custo para os clientes mas só a dimensão do problema poderá ditar o preço final do arranjo.

É difícil adivinhar se o arranjo será simples ou complexo. Antes disso, há alguns passos obrigatórios. Agora é necessário fazer o levantamento dos veículos que poderão estar afetados. Para conseguir identificar os veículos que estão em risco, a BMW tem de identificar os motores, através de códigos, ou esperar que a Alemanha envie a informação detalhada. Posteriormente, é preciso garantir que as oficinas têm as peças necessárias para substituição. Só depois destes procedimentos é que os clientes receberão a chamada para se deslocarem à concessionária BMW onde compraram o veículo.

Por agora resta esperar. Se for um dos veículos afetados, será contactado, seguramente, a partir da próxima semana.

 

Noticia atualizada às 16:19 com informações da agência Lusa sobre o número de veículos que irá ser chamado em Portugal para revisão.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido REUTERS/Henry Nicholls - RC12D8BECE70

Boris Johnson ganha eleições britânicas com maioria absoluta

Trump Xi China

Trump assina acordo inicial com China para evitar tarifas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

EDP processa o Estado. Elétrica exige 717 milhões de euros

Outros conteúdos GMG
BMW Portugal vai chamar quase 2400 carros à revisão