Bolt com investimento de 600 milhões antes de entregar compras em Portugal

Avaliação de plataforma fundada na Estónia ultrapassou os quatro mil milhões de euros após nova injeção de capital.

A Bolt recebeu um investimento de 600 milhões de euros. A plataforma fundada na Estónia obteve esta injeção de capital para financiar o arranque do serviço de entrega de compras (Bolt Market) em 15 minutos, em 10 mercados europeus, Portugal incluído, nos próximos meses.

Segundo o anúncio feito esta segunda-feira, a operação contou com sociedades de capital de risco como Sequoia Capital e Tekne Capital Management.

"Após sete anos de execução incansável, os produtos de mobilidade e entregas da Bolt oferecem uma melhor alternativa a quase todos os casos de utilização do veículo individual. Estou entusiasmado com o facto de poder levar os nossos serviços a milhões de clientes em toda a Europa e África, tirando o destaque aos carros, e devolvendo as cidades às pessoas", assim comentou o presidente executivo da Bolt, Markus Villig, citado em comunicado de imprensa.

O serviço de entrega de compras Bolt Market vai funcionar na mesma aplicação da empresa para a entrega de refeições, o Bolt Food, atualmente a funcionar no concelho de Lisboa. A empresa promete que as encomendas cheguem a casa "no espaço de 15 minutos", a partir de armazéns e centros de atendimento colocados nas cidades em vez de mercearias ou supermercados.

A Bolt está em Portugal desde janeiro de 2018. No início, chamava-se Taxify e apenas transportava passageiros em veículos descaracterizados. Ao longo de três anos e meio, também foram lançados os serviços de partilha de trotinetas e bicicletas partilhadas - em Lisboa, Braga, Setúbal e Coimbra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de